X
X

Diário da Região

25/01/2016 - 00h00min

A hora é de investir

Veja onde investir seu dinheiro para lucrar em 2016

A hora é de investir

Guilherme Baffi Danilo Ferraz (esq.), aconselhado pelo especialista Maikel Jacob (dir.), investiu em renda fixa
Danilo Ferraz (esq.), aconselhado pelo especialista Maikel Jacob (dir.), investiu em renda fixa

Fuja da poupança. Esse é o principal conselho dado por especialistas para quem tem dinheiro e quer investir. É que a queridinha dos brasileiros será um dos piores investimentos em 2016, o rendimento não alcança o índice de inflação e a desvalorização do dinheiro pode ficar na casa dos 3%. De acordo com cálculos da consultoria Economática, a poupança teve valorização de 8,15% em 2015 contra 10,67% de inflação e o poupador perdeu 2,28% do seu poder aquisitivo.

O consultor financeiro João Elias Martins, da Jota Contabilidade e Advocacia, exemplifica: “Os rendimentos acumulados na poupança de janeiro a novembro de 2015 foram de 7,27% enquanto os índices de inflação IPCA/IGPM medem para o mesmo período de 9,62% a 10%. Isso quer dizer que se você aplicou R$ 1 mil em janeiro de 2015, em novembro o valor monetário total era de R$ 1.072,70, mas descontada a inflação, o seu poder de compra seria equivalente a R$ 965,43”, diz.

Segundo ele, o ideal é conseguir um rendimento acumulado de 15%. “Menos os 10% da inflação, seu poder de compra seria de R$ 1.035, ou seja, o dinheiro realmente terá uma renda líquida de 3,5% Mas, então, onde investir? Conforme o assessor financeiro, sócio da Mônaco Investimentos, Maikel Jacob, há diferentes opções, entre elas renda fixa e variável.

Na renda fixa, há as aplicações de baixo risco com taxas pré ou pós fixadas, como por exemplo, CDB, LCI, LCA, títulos públicos e debêntures. A renda variável, para um perfil mais agressivo, são os investimentos na Bolsa de Valores. Segundo Jacob, a turbulência política e econômica favorece as aplicações de renda fixa, que são de baixo risco e rendem mais, se tornando mais atrativas. “Nossa recomendação é investimento na renda fixa, além de segura é mais rentável. Temos anos sem valorização na maioria das ações listadas na Bolsa de Valores”, diz Jacob.

Cada especialista tem uma visão sobre onde investir. Aplicações disponíveis na plataforma XP Investimentos, que são a partir de R$ 10 mil, são “boas” opções, segundo Jacob, já que têm a mesma segurança dos bancos comerciais. Ele explica que não há prazo estipulado para ter o retorno em renda fixa. “Há aplicações sem carência e que você pode resgatar o montante aplicado no dia seguinte, há com carência de 30 dias, 60 dias, 90 dias até alguns anos, quanto maior a carência maior o rendimento” diz.

 

Arte - Onde investir - 24012016 Clique na imagem para ampliar

Com a orientação de Jacob, o cirurgião plástico Danilo Ferraz optou por tirar o dinheiro da poupança e investir em opções de renda fixa. “É seguro e o rendimento chega a quase o dobro do da poupança. A escolha recaiu sobre uma aplicação que rende 100% do CBI e o dinheiro pode ser retirado a qualquer momento, mas quanto mais longo for o prazo, mais rentabilidade se consegue”, diz. Ferraz afirma que está satisfeito com a decisão porque vê que o seu dinheiro não está sendo corroído pela inflação. “Eu já tinha sido alertado sobre a desvalorização da poupança”.

Tesouro é o melhor contra a inflação

Para o consultor João Elias Martins, a melhor forma de fugir da inflação é comprar Letras do Tesouro Nacional, nas opções pós fixados, cuja aplicação garante a remuneração da inflação mais uma taxa de juros de 7,5% ao ano. “Hoje, qualquer um pode adquirir as letras do tesouro a partir de R$ 50 por mês. Basta acessar o site www.tesouro.fazenda.gov.br e creditar em uma das corretoras indicadas para iniciar sua aplicação”, explica.

Ainda segundo ele, a desvantagem é que para usufruir dos rendimentos, o resgate da letra só pode ocorrer na data de seu vencimento e a mais próxima é em 2019. Outras opções interessantes, de acordo com Martins, são letras de créditos imobiliários que remuneram valores já isentos de imposto de renda. “Tem as Letras de Créditos Imobiliários (LCI) e as Letras de Créditos Agropecuários (LCA). Exigem algumas condições tais como valor mínimo e tempo de permanência, para isso, consulte seu banco”, finaliza Martins.

(NF com a colaboração de Beto Carlomagno)

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso