X
X

Diário da Região

25/01/2016 - 16h38min

Brasília

Tesouro: porcentual de refinanciamento da dívida em 2015 foi o maior em 8 anos

Brasília

A volatilidade e liquidez excessiva do mercado financeiro fizeram o Tesouro Nacional refinanciar, em 2015, o maior porcentual da Dívida Pública Federal (DPF) em oito anos. O coordenador-geral de Operação da Dívida Pública, José Franco, destacou que, no ano passado, o Tesouro Nacional rolou 120% da dívida, cerca de R$ 152 bilhões acima da necessidade, o que não ocorria anteriormente. "O Tesouro Nacional emitiu 20% acima de sua necessidade de financiamento para auxiliar na redução de liquidez de mercado e atenuar a volatilidade", afirmou. Franco disse ainda que a grande volatilidade do mercado foi responsável por três indicadores da dívida pública terminarem o ano de 2015 fora dos termos de referência do Plano Anual de Financiamento (PAF). No ano passado, a participação de títulos prefixados encerrou o ano em 39,4%, abaixo dos limites do PAF (de 40% a 44%). A fatia de índices de preço ficou em 32,5%, também abaixo dos limites do plano (33% a 37%) e a indexada à taxa Selic ficou em 22,8%, acima do teto do PAF (de 17% a 22%). De acordo com o coordenador, no mês de setembro especificamente houve forte volatilidade nos mercados e o Tesouro Nacional decidiu aumentar a oferta de LFTs (indexadas à Selic) para atenuar essa volatilidade. Ao longo do ano, os títulos remunerados pela Selic tiveram porcentual de refinanciamento de 205%. Ainda assim, os prefixados responderam por 57,5% do total emitido na Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi). Destaque para as emissões de NTN-F, que somaram R$ 70,7 bilhões no ano, aumento de 50,8% em relação ao ano anterior. Franco destacou a variedade nos detentores de títulos da dívida pública brasileira, entre instituições financeiras, fundos de investimento e estrangeiros. "Não há uma forte dependência de um único investidor. Essa diversificação é altamente desej&aacut +SEÇÕES
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apen

  • Bem-Vindo ao Diário da Região

  • 25/01/2016 - 16h38min

    Brasília

    Tesouro: porcentual de refinanciamento da dívida em 2015 foi o maior em 8 anos

    Brasília

    A volatilidade e liquidez excessiva do mercado financeiro fizeram o Tesouro Nacional refinanciar, em 2015, o maior porcentual da Dívida Pública Federal (DPF) em oito anos. O coordenador-geral de Operação da Dívida Pública, José Franco, destacou que, no ano passado, o Tesouro Nacional rolou 120% da dívida, cerca de R$ 152 bilhões acima da necessidade, o que não ocorria anteriormente. "O Tesouro Nacional emitiu 20% acima de sua necessidade de financiamento para auxiliar na redução de liquidez de mercado e atenuar a volatilidade", afirmou. Franco disse ainda que a grande volatilidade do mercado foi responsável por três indicadores da dívida pública terminarem o ano de 2015 fora dos termos de referência do Plano Anual de Financiamento (PAF). No ano passado, a participação de títulos prefixados encerrou o ano em 39,4%, abaixo dos limites do PAF (de 40% a 44%). A fatia de índices de preço ficou em 32,5%, também abaixo dos limites do plano (33% a 37%) e a indexada à taxa Selic ficou em 22,8%, acima do teto do PAF (de 17% a 22%). De acordo com o coordenador, no mês de setembro especificamente houve forte volatilidade nos mercados e o Tesouro Nacional decidiu aumentar a oferta de LFTs (indexadas à Selic) para atenuar essa volatilidade. Ao longo do ano, os títulos remunerados pela Selic tiveram porcentual de refinanciamento de 205%. Ainda assim, os prefixados responderam por 57,5% do total emitido na Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi). Destaque para as emissões de NTN-F, que somaram R$ 70,7 bilhões no ano, aumento de 50,8% em relação ao ano anterior. Franco destacou a variedade nos detentores de títulos da dívida pública brasileira, entre instituições financeiras, fundos de investimento e estrangeiros. "Não há uma forte dependência de um único investidor. Essa diversificação é altamente desej&aacut) { if(typeof dr == "undefined") return; var forecast = new dr.forecast({"5705":{"min":17,"id":5705,"max":37,"forecast":"vn","name":"Votuporanga"},"2812":{"min":17,"id":2812,"max":36,"forecast":"vn","name":"José Bonifácio"},"4956":{"min":19,"id":4956,"max":35,"forecast":"vn","name":"São José do Rio Preto"},"220":{"min":22,"id":220,"max":29,"forecast":"in","name":"Aracaju"},"221":{"min":24,"id":221,"max":34,"forecast":"pt","name":"Belém"},"222":{"min":16,"id":222,"max":28,"forecast":"vn","name":"Belo Horizonte"},"223":{"min":24,"id":223,"max":34,"forecast":"pc","name":"Boa Vista"},"239":{"min":23,"id":239,"max":29,"forecast":"in","name":"Recife"},"238":{"min":22,"id":238,"max":29,"forecast":"pc","name":"Porto Velho"},"1407":{"min":19,"id":1407,"max":35,"forecast":"vn","name":"Catanduva"},"237":{"min":18,"id":237,"max":29,"forecast":"np","name":"Porto Alegre"},"236":{"min":26,"id":236,"max":41,"forecast":"ps","name":"Palmas"},"235":{"min":24,"id":235,"max":30,"forecast":"in","name":"Natal"},"786":{"min":19,"id":786,"max":35,"forecast":"vn","name":"Barretos"},"234":{"min":25,"id":234,"max":29,"forecast":"pc","name":"Manaus"},"233":{"min":23,"id":233,"max":29,"forecast":"in","name":"Maceió"},"232":{"min":25,"id":232,"max":33,"forecast":"pt","name":"Macapá"},"231":{"min":23,"id":231,"max":31,"forecast":"in","name":"João Pessoa"},"230":{"min":21,"id":230,"max":37,"forecast":"vn","name":"Goiânia"},"229":{"min":24,"id":229,"max":32,"forecast":"vn","name":"Fortaleza"},"228":{"min":18,"id":228,"max":26,"forecast":"pt","name":"Florianópolis"},"227":{"min":12,"id":227,"max":27,"forecast":"vn","name":"Curitiba"},"226":{"min":27,"id":226,"max":35,"forecast":"pn","name":"Cuiabá"},"225":{"min":21,"id":225,"max":36,"forecast":"ps","name":"Campo Grande"},"224":{"min":18,"id":224,"max":30,"forecast":"vn","name":"Brasília"},"246":{"min":18,"id":246,"max":27,"forecast":"ci","name":"Vitória"},"244":{"min":14,"id":244,"max":28,"forecast":"pt","name":"São Paulo"},"245":{"min":21,"id":245,"max":38,"forecast":"ps","name":"Teresina"},"242":{"min":21,"id":242,"max":29,"forecast":"in","name":"Salvador"},"243":{"min":25,"id":243,"max":34,"forecast":"pt","name":"São Luís"},"240":{"min":20,"id":240,"max":34,"forecast":"pc","name":"Rio Branco"},"241":{"min":16,"id":241,"max":30,"forecast":"vn","name":"Rio de Janeiro"}},[{"value":220,"label":"Aracaju"},{"value":786,"label":"Barretos"},{"value":222,"label":"Belo Horizonte"},{"value":221,"label":"Belém"},{"value":223,"label":"Boa Vista"},{"value":224,"label":"Brasília"},{"value":225,"label":"Campo Grande"},{"value":1407,"label":"Catanduva"},{"value":226,"label":"Cuiabá"},{"value":227,"label":"Curitiba"},{"value":228,"label":"Florianópolis"},{"value":229,"label":"Fortaleza"},{"value":230,"label":"Goiânia"},{"value":2812,"label":"José Bonifácio"},{"value":231,"label":"João Pessoa"},{"value":232,"label":"Macapá"},{"value":233,"label":"Maceió"},{"value":234,"label":"Manaus"},{"value":235,"label":"Natal"},{"value":236,"label":"Palmas"},{"value":237,"label":"Porto Alegre"},{"value":238,"label":"Porto Velho"},{"value":239,"label":"Recife"},{"value":240,"label":"Rio Branco"},{"value":241,"label":"Rio de Janeiro"},{"value":242,"label":"Salvador"},{"value":4956,"label":"São José do Rio Preto"},{"value":243,"label":"São Luís"},{"value":244,"label":"São Paulo"},{"value":245,"label":"Teresina"},{"value":246,"label":"Vitória"},{"value":5705,"label":"Votuporanga"}]); $(forecast.config.domElement).find(forecast.config.html.changeCityLink).click(function (e) { forecast.changeCity(e); }); }); e;vel do ponto de vista de gestão da dívida", completou. ) Apesar de o governo brasileiro não ter emitido títulos soberanos no mercado externo em 2015, Franco destacou que a estratégia de manter os títulos de 10 e 30 anos como benchmark tem sido bem-sucedida e os títulos estão consolidados e com boa liquidez. "A estratégia de manutenção de dois títulos com liquidez tem mantido sucesso", afirmou. De acordo com o Tesouro Nacional, já havia dólares suficientes para a cobertura dos vencimentos de 2015, por isso foi possível passar o ano sem acessar o mercado externo. Tesouro Direto Franco destacou ainda os recordes batidos pelo programa Tesouro Direto em 2015, como a maior marca de vendas brutas e de investidores cadastrados. Ele afirmou que está previsto uma nova onda de melhorias no programa em 2016.

    Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

    Di´rio Im&ocute;veis

    Di´rio Motors

    Esqueci minha senha
    Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.
    Cadastro Grátis
    Diário da Região
    Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
    Sexo
    Defina seus dados de acesso