X
X

Diário da Região

22/09/2015 - 18h30min

Brasília

Tesouro está preparado para momentos de volatilidade, diz coordenador do órgão

Brasília

Após o Tesouro Nacional sair do script em relação às operações com os títulos públicos, o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública do órgão, José Franco, afirmou que as condições de mercado nas últimas semanas se deterioraram com fatores técnicos. "Às vezes, taxas aumentam sem muita profundidade e, quando o Tesouro entra comprando, o efeito é as taxas cederem", disse. Para ele, o colchão da dívida deve ser usado em momentos de volatilidade de maneira clara, transparente e segura. "Vamos manter colchão de liquidez entre 3 e 6 meses e, atualmente, o colchão está bem mais perto dos 6 meses", ressaltou. Ele disse ainda que o Tesouro adequa suas estratégias às condições de mercado e que o colchão de liquidez é para este fim. Sobre a atuação do Tesouro, Franco garantiu que o caixa está "em situação bastante confortável e o Tesouro tem disposição de dar suporte necessário para manter estabilidade nas taxas dos títulos públicos". O coordenador ressaltou que o Tesouro pode atuar de diversas maneiras e citou os leilões de compra e venda, recompra, ofertas menores, redução do volume de venda e a redução do volume de prefixados e aumento do pós-fixados. "A mensagem básica é que o Tesouro está preparado para lidar em momentos de volatilidade e tem uma série de ferramentas que podem ser adotadas", ponderou. Franco ressaltou que, até o momento, o Tesouro atuou com leilão de compra e venda porque fornece parâmetros de preço e o mercado chega à conclusão de que há agentes querendo comprar também e justificou as operações dos últimos dias como uma demonstração de demanda e oferta. Como resultado das operações, Franco destacou que o Tesouro tem ganho financeiro com as operações embora esse não seja o objetivo. "Títulos que o Tesouro está recomprando foram emitidos a taxas mais baixas", afirmou. Para Franco, a ação é um "ganha-ganha", já que os investidores têm confiança de que o Tesouro dará suporte necessário para manter a estabilidade e mercado funcional. Sobre as operações programadas que ocorreram em 2013, Franco afirmou que, no momento, o Tesouro está avaliando as condições de mercado para replicar a estratégia de 2013. Segundo ele, no momento, o Tesouro não acha necessário fazer um programa diário e continua monitorando. "O Tesouro prefere manter flexibilidade para atuar quando necessário", frisou.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso