Diário da Região

09/01/2004 - 18h27min

Mercado Financeiro

Título da dívida, risco e Bovespa batem recordes

Mercado Financeiro

Arquivo Dólar comercial fechou cotado a R$ 2,934 para venda
Dólar comercial fechou cotado a R$ 2,934 para venda
O mercado financeiro teve mais um dia de recordes. O C-Bond, principal papel da dívida externa brasileira, fechou em alta de 0,68%, cotado a 100,81% do valor de face, - patamar nunca alcançado em um fechamento desde sua emissão em 1994. Durante o dia, atingiu 101%. O risco Brasil, que avalia a capacidade de um país honrar as suas dívidas, também bateu novo recorde e encerrou a sexta-feira aos 407 pontos, o menor nível desde outubro de 1997. O dólar comercial caiu 0,84%, cotado a R$ 2,83 para compra e a R$ 2,832 para venda, o valor mais baixo desde 14 de outubro. A Bovespa subiu 0,84%, para 23.916 pontos, novo recorde histórico. Durante a tarde, a bolsa paulista superou os 24 mil pontos.

O cenário externo positivo puxou o C-Bond para cima e derrubou o risco Brasil. Nesta sexta-feira, a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) anunciou a suspensão dos negócios com contratos futuros lastreados em C-Bond, dada a baixa liquidez que distorce a formação de preços. A decisão foi tomada depois que o título superou os 100% do seu valor de face. A chegada do papel ao seu valor integral dá o direito ao governo brasileiro de recomprar os papéis.

No mercado cambial, o dólar foi derrubado pelo fluxo positivo do mercado de câmbio e pelo cenário externo positivo, que ajuda a manter os C-Bonds acima de 100% do valor de face. Este foi o terceiro dia seguido de desvalorização do dólar, mesmo após o Banco Central ter realizado na quinta-feira uma operação de compras de moeda norte-americana por meio de leilão. Na bolsa paulista, os negócios foram impulsionados pelo setor de telecomunicações, diante da procura de investidores por papéis que ainda apresentam espaço para valorização.

Confira como foi a sexta-feira nos mercados:

Dólar - A moeda recuou, apesar do leilão de compra de moeda realizado pelo Banco Central pela manhã, o segundo desde que a autoridade monetária anunciou que vai atuar para recompor as reservas internacionais. Na semana, o dólar acumula baixa de 1,63%.

Bovespa - Um dos destaques da sessão foram os papéis da Eletrobrás, que dispararam mais de 7% depois que o mercado superou os temores de ingerência política na companhia.

Juros - Os bancos começam a rever as projeções de corte do juro básico. A expectativa de corte de 0,50 ponto percentual na semana que vem persiste no pregão da BM&F, mas os contratos de depósitos interfinanceiros (DI) aceleraram a queda nesta sexta-feira e já mostram discreta inclinação para corte maior, na direção de 1 ponto.

Títulos da dívida - O C-Bond, principal papel da dívida externa brasileira, fechou cotado a 100,81% do valor de face - patamar nunca alcançado desde sua emissão, em 1994.

Petróleo - Os preços do petróleo no mercado internacional atingiram hoje a maior alta registrada desde a guerra do Iraque, iniciada em abril do ano passado.

Wall Street - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta sexta-feira, decepcionadas por dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos, que ficaram bem abaixo do esperado.

Europa - As bolsas fecharam em queda, decepcionadas com os novos dados sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos, que ficaram bem abaixo das expectativas. Entre os principais mercados, Londres recuou 0,62%, para 4.466 pontos; Frankfurt caiu 0,72%, para 4.016 pontos e Madri exibiu baixa de 0,24%, para 7.924 pontos.

Ásia - Os mercados encerraram com valorização, estimulados por desenvolvimentos locais. Algumas praças atingiram recordes de alta em anos. Tóquio avançou 1,18%, para 10.965 pontos, maior patamar em 11 semanas, devido ao salto do dólar contra o iene.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso