X
X

Diário da Região

25/04/2016 - 13h40min

Rio

Sembcorp Marine abre processo de arbitragem contra Sete Brasil

Rio

Após a aprovação do pedido de recuperação judicial, a Sete Brasil já enfrenta questionamentos de credores. A Sembcorp Marine, holding de Cingapura que controla o Estaleiro Jurong Aracruz (EJA), deu entrada na última quarta-feira, 20, a um processo de arbitragem contra a Sete Brasil. O estaleiro seria responsável pela construção de sete sondas para a Sete Brasil e no último ano já registrou provisão de perdas de US$ 329 milhões com o contrato. Em nota divulgada no site, a Sembcorp informa que foi comunicada pela própria Sete Brasil da aprovação do pedido de recuperação judicial pelos acionistas, no último dia 20. Em assembleia, o último acionista a resistir ao pedido, o fundo de pensão Petros, deu aval à recuperação judicial após novo impasse nas negociações com a Petrobras para reestruturação do contrato de sondas. "O Grupo deu início a um processo de arbitragem contra várias filiais da Sete Brasil para preservar os interesses nos contratos", informa o comunicado. A empresa indica ainda que vai "acompanhar de perto a situação e avaliar as implicações" referentes ao contrato da Sete Brasil. "O Grupo registrou que no último ano financeiro fez provisões de US$ 329 milhões para os contratos. Acreditamos que as provisões são suficientes, nas circunstâncias atuais. O Grupo tem uma carteira de pedidos saudável e acredita que tem recursos suficientes para lidar com os desafios", completa a nota. O Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) foi contratado para construir sete sondas de perfuração para a Sete Brasil - apenas quatro foram iniciadas. Ao todo, a empresa deu início à construção de 17 unidades, para um contrato original que previa a construção de 28 sondas. As unidades Arpoador (84%) e Guarapari (74%) são as mais avançadas em construção no estaleiro. A Sembcorp Marine é a holding que controla a Jurong Shipyard e uma das principais empresas de construção naval em Cingapura. O estaleiro é o principal acionista do EJA, localizado no Espírito Santo. A holding tem capital aberto, sendo que um terço das ações pertence ao governo de Cingapura. A Jurong já atua no País há 14 anos na construção de 11 plataformas de petróleo para a Petrobras. A Sete Brasil tem dívidas superiores a R$ 14 bilhões com estaleiros, bancos e outros fornecedores. A empresa estudava pedir a recuperação judicial desde novembro, mas esbarrou em divergências dos acionistas. Há dois anos, a empresa buscava um acordo para reestruturar o contrato com a Petrobras, que seria reduzido de 28 sondas para 10. Para os acionistas, entretanto, as condições propostas pela estatal não garantiam a viabilidade econômica do projeto.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso