X
X

Diário da Região

09/12/2016 - 12h17min

Rio

Reação à reforma da Previdência faz parte de debate democrático, diz Mansueto

Rio

O secretário de Acompanhamento Econômico do ministério da Fazenda, Mansueto Almeida, disse nesta sexta-feira, 9, no Rio, que a reação enfrentada pelo governo à reforma da Previdência faz parte do debate democrático. Mansueto afirmou que a pretensão do governo é aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Previdência no primeiro semestre e evitou mencionar pontos que poderão ser negociados. "A pressão dos sindicalistas não é pressão, é normal. Se trata de uma Proposta de Emenda Constitucional que vai ser discutida no Congresso, então é normal que você tenha o debate. Isso faz parte do processo democrático", disse após participar da abertura do seminário regional sobre Novas Tendências em Educação Financeira promovido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no Rio. O governo pretende aprovar a PEC da Previdência no primeiro semestre, provavelmente após a eleição dos presidentes da Câmara e do Senado, em fevereiro, para evitar ruídos. "Se a gente aprovar uma reforma tão ampla entre o primeiro e o segundo semestre já é um sucesso", disse. O secretário afirmou que a proposta do governo é a que foi enviada e que talvez não seja preciso negociar. "Todos achavam que a PEC 241 (do teto de gastos) seria diluída no Congresso, mas ela saiu mais dura do que entrou", disse. Em relação à PEC do teto de gastos, Mansueto se mostrou confiante de sua aprovação na próxima terça-feira. "Tudo indica que sim. Ontem o presidente do Senado confirmou que a votação está marcada para o dia 13", afirmou. Mansueto confirmou que a equipe econômica está concluindo as discussões em torno de uma série de medidas microeconômicas para facilitar a vida das empresas. A ideia é realizar mudanças estruturais para, por exemplo, reduzir a burocracia e facilitar exportações e importações. Mansueto destacou ainda "uma agenda muito longa do Banco Central", a ser divulgada possivelmente na próxima semana. Segundo ele, algumas medidas dessa leva já estão em forma de Projeto de Lei e podem ser anunciadas nas próximas semanas. "Exatamente as medidas é melhor o ministro Henrique Meirelles, da Fazenda anunciar", afirmou.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso