X
X

Diário da Região

03/12/2015 - 11h25min

São Paulo

PMI de Serviços do Brasil avança para 45,5 em novembro, diz Markit

São Paulo

O índice de atividade dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de Serviços no Brasil subiu a 45,5 pontos em novembro, de 43 pontos em outubro, na série com ajuste sazonal. Segundo a Markit, trata-se do nível mais alto em oito meses. Com isso, o índice composto, que leva em conta também o PMI industrial, avançou para 44,5 pontos no décimo primeiro mês do ano, de 42,7, do anterior. A alta do PMI Composto foi determinada pelo resultado de Serviços, uma vez que o PMI Industrial caiu para 43,8 em novembro, o menor nível em 80 meses. O indicador, calculado pela consultoria internacional Markit, segue uma escala de zero a 100 pontos, sendo que graduações iguais ou maiores que 50 pontos são lidas como expansões do setor. Abaixo desse valor, são consideradas quedas. Sobre o setor de Serviços, apesar da melhora em novembro ante outubro o relatório aponta para uma redução ainda pronunciada do volume de produção, e os indicadores referentes aos componentes do indicador indicam "uma recessão ampla, com a atividade caindo em todas as seis categorias monitoradas", pontua a Markit. Em novembro, apesar de mais branda, foi registrada a nona queda consecutiva na entrada de novas encomendas. "A pesquisa indica que a demanda foi deprimida pela frágil situação econômica do País. Com os registros de pedidos do setor industrial caindo também, o volume de novos negócios no setor privado como um todo se contraiu pelo nono mês consecutivo", afirma o relatório assinado pela economista da Markit Pollyanna De Lima. A confiança do setor de Serviços caiu em novembro, mas as empresas do setor ainda esperam uma expansão do volume de produção em 2016, de acordo com a consultoria internacional. "Mas o sentimento positivo foi o mais baixo em três meses, e ficou bem abaixo da tendência para as séries", pondera o relatório. O corte no emprego no setor de Serviços foi determinado pela retração no volume de novos negócios e pela contenção de gastos dos prestadores de Serviços. Pollyanna afirma que os dados do PMI indicam que a economia brasileira caiu ainda mais em novembro. "Embora a recessão tenha se atenuado, o setor privado continua longe de uma estabilização. A demanda persistentemente fraca continuou a restringir a entrada de novos trabalhos e, como consequência, as empresas reduziram o volume de produção novamente", diz a autora do relatório. O levantamento da consultoria aponta que, apesar de os preços ao consumidor no setor de serviços continuarem subindo em novembro, o ritmo de alta foi o menor em 13 meses. "A inflação permanece elevada em todo o País, mas o Banco Central manteve a taxa básica de juros em 14,25% (nível mais alto em nove anos) na última reunião do ano, devido ao declínio da economia. No entanto, com dois dos oito integrantes votando a favor de um aumento da taxa Selic, o ciclo de aperto pode retornar em 2016", avalia a economista da Markit.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso