X
X

Diário da Região

20/10/2015 - 10h13min

São Paulo

Perspectivas para a economia em 2016 estão piores por causa da política, diz Moan

São Paulo

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, afirmou na manhã desta terça-feira, 20, que a crise política no Brasil tem piorado as perspectivas para a economia em 2016. "Há três semanas, nós participamos de uma pesquisa de estimativas para o PIB e respondemos que estávamos esperando para 2016 algo entre zero e queda de 0,5%, em linha com o relatório Focus da época. Agora, o Focus tá prevendo retração de 1,22%". O que aconteceu de lá para cá?", questionou. "A política é o principal motivo", disse, no Congresso AutoData, em São Paulo. Para Moan, a crise política tem se comportado como uma "doença degenerativa" da economia brasileira. "Enquanto os agentes institucionais não tiverem um pensamento de Brasil e continuarem pensando em questões pessoais e partidárias, não vamos achar uma solução", criticou. O presidente da Anfavea afirmou ainda que a crise política gera uma crise de confiança e afeta até os setores que vão bem. "O agronegócio, por exemplo, está com safra recorde e com o plantio em dia, mas nós temos queda de 30% nas vendas de máquinas agrícolas. O que explica? A confiança", respondeu. Perdas A queda das vendas do setor automotivo em 2015 gera uma perda de R$ 16 bilhões em arrecadação para o governo federal, afirmou Moan, com base em conta feita pela entidade. "Para se ter uma ideia, esse valor representa metade do que o governo espera arrecadar com a volta da CPMF em 2016 (em torno de R$ 32 bilhões)", afirmou o executivo. Ele voltou a negar que o incentivo fiscal para o setor gere distorções no mercado. "Cada ponto de redução de imposto é repassado para o consumidor", explicou. Apesar do tom de lamento, Moan está otimista para o setor automotivo quando olha a longo prazo, citando mais uma vez o potencial de mercado do Brasil, que, segundo ele, tem um baixo índice de motorização. "Vamos emergir dessa crise com muito mais força, muito mais preparados, para começar um novo momento", declarou. "Para o curto prazo, continuamos esperando uma melhora das vendas de veículos no terceiro trimestre do ano que vem", disse.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso