X

Diário da Região

12/07/2015 - 18h55min

São Paulo

Monteiro: é preciso coragem para limitar expansão do gasto público

São Paulo

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, afirmou neste domingo, 12, que o ajuste fiscal em curso no Brasil não poderá ter um efeito paralisante em reformas necessárias para o bom andamento futuro do País, como, por exemplo, reformas para o aumento da poupança interna e do investimento. Monteiro disse, no entanto, que a necessidade do ajuste fiscal é evidente e elogiou, ainda, a competência do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. "De forma muito aplicada, ele se dedica a essa tarefa difícil de fazer a inflexão das contas públicas", disse. Monteiro disse que o cumprimento "numérico" na meta fiscal não se mostra o ponto mais importante, visto que há variáveis que não são controláveis, como, por exemplo, a arrecadação. "O importante é fazermos já nesse ano uma inflexão", destacou. O ministro disse ainda que no Brasil existe um padrão de ajuste fiscal, que vigora nos últimos anos, de corte de investimentos e aumento de impostos. "Temos esse padrão porque construímos uma rigidez nos gastos públicos, uma estrutura de vinculação de gastos e despesas que hoje nos coloca em um cenário em que 90% do orçamento da União é composto por gastos obrigatórios", destacou, lembrando, que nesse cenário, o que sobra para um ajuste são os cortes em investimentos. "O Brasil só vai inaugurar um regime fiscal novo verdadeiramente se tivermos a coragem de adotar medidas que nos conduza até mesmo a discussão do contrato social", destacou. Segundo ele, será preciso coragem para inaugurar um regime fiscal que se paute por limites à expansão contínua dos gastos públicos, que hoje ocorre independentemente do crescimento da economia, mas que esse passo não depende apenas do Executivo. "É sempre bom lembrar que a governabilidade deriva do compromisso dos poderes no sentido que possamos de forma harmônica trabalhar em torno de alguns objetivos maiores", disse. O ministro citou ainda que é preciso colocar a "disputa política de lado", para construir uma visão minimamente convergente de custo, médio e longo prazo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso