X

Diário da Região

01/07/2015 - 20h46min

São Paulo

Mitsubishi confirma cerca de 200 demissões na fábrica de Catalão (GO)

São Paulo

A Mitsubishi confirmou nesta quarta-feira, 1, a demissão de "cerca de 200" trabalhadores da fábrica de Catalão (GO). A informação foi dada no mesmo dia em que metalúrgicos da unidade deflagraram greve contra cortes de vagas na empresa. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos da cidade, a montadora informou, na sexta-feira, 26, que pretende demitir 403 funcionários, o equivalente a cerca de 15% do efetivo total da planta. Desse total, 180 já teriam sido desligados entre segunda-feira, 29, e terça-feira, 30. Parte dos trabalhadores da Mitsubishi em greve está acampada na porta da fábrica desde a noite de terça-feira. Pela manhã, após assembleia geral para decidir os rumos da paralisação, os metalúrgicos realizaram passeata em direção ao Centro de Catalão, onde o sindicato organizou um café da manhã. Durante a tarde, as direções do sindicato e da montadora se reuniram em encontro mediado pela Justiça e Ministério Público do Trabalho. De acordo com o sindicato, na reunião, os dois lados chegaram a uma "proposta de consenso" que deve ser levada para votação dos trabalhadores durante assembleia na manhã desta quinta-feira. A entidade disse, contudo, que não poderia adiantar detalhes da proposta antes de apresentá-la aos funcionários. Afirmou apenas que, caso seja aceita pelos metalúrgicos, a greve deverá acabar já amanhã de manhã. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão, Carlos Albino, ressaltou ontem que a greve tinha o objetivo de impedir novos cortes e pressionar a Mitsubishi pela reintegração dos demitidos. Segundo ele, além dos 180 trabalhadores que foram dispensados pela empresa, outros 29 funcionários aderiram a um Programa de Demissão Voluntária (PDV) aberto pela companhia entre quarta e sexta-feira da semana passada. Pelo plano, além das verbas rescisórias, os trabalhadores deverão receber mil reais extras. O sindicato informou que não houve produção de veículos durante todo o dia de hoje. Conforme a entidade, apenas funcionários de "serviços essenciais" entraram na fábrica. A Mitsubishi, por sua vez, afirma que a maioria dos trabalhadores voltou a trabalhar após a assembleia de hoje. A montadora informou também que, em reuniões com o sindicato, foram "esclarecidos todos os pontos" questionados e que serão levados para assembleia de amanhã, mas não especificou propostas. Em Catalão, a Mitsubishi produz os modelos Lancer, ASX, L 200 Triton e Pajero, além de fazer o processo final de nacionalização do Outlander. Na fábrica, também é fabricado o Jimmy e finalizado o Vitara, da Suzuki - modelos que voltaram a ser totalmente produzidos em Catalão após o fechamento, em maio, da fábrica da Suzuki em Itumbiara (GO). Conforme o sindicato, atualmente são produzidos entre 100 e 120 carros, em média, por dia em Catalão.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso