Diário da Região

22/09/2005 - 03h00min

Pecuária

Mercado de boi gordo está firme na região

Pecuária

Sérgio Menezes Redução na oferta de animais animaram os pecuaristas da região
Redução na oferta de animais animaram os pecuaristas da região
O mercado da arroba do boi gordo manteve-se firme esta semana com preços na faixa de R$ 50 a R$ 51. Alguns negócios fechados em São Paulo pagaram R$ 51 livre de Funrural. A redução na oferta e escalas mais enxutas animaram os pecuaristas que, agora, preferem reter o gado no pasto. É o que pretende fazer o pecuarista Henrique Gonçalves de Oliveira, que tem propriedade em Mato Grosso do Sul. Procurado por dois frigoríficos, Oliveira disse que não pretende mandar gado para o abate na próxima semana. Ele entregou gado há um mês e espera que o preço melhore um pouco mais. "Ligaram perguntando se eu tinha vaca para abate", afirmou. Para o pecuarista, resultados ruins levaram os produtores a reduzirem o confinamento e há uma redução geral na oferta. "Segurei até agora, vou esperar mais, mesmo que o gado emagreça no pasto", disse. Esse tipo de postura foi observada nos últimos dias em vários municípios dos Estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

De acordo com Maria Gabriela Tonini, da Scot Consultoria, a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) acenou com preços na faixa de R$ 54 para contratos que vencem em novembro e dezembro e já se pode vislumbrar cotações nessa faixa. Ela diz, no entanto, que é cedo para falar em fim de ciclo de baixa e início do ciclo de alta, já que a oferta de vacas para o abate nesse período do ano é normal. Um corretor que atua no mercado do boi em Araçatuba afirmou, ontem, que atualmente pode-se dizer qualquer coisa no mercado do boi porque tudo pode acontecer. "Tudo que eu falei que ia acontecer esse ano deu errado. Eu falei que o preço não caia mais e, logo em seguida, baixou um ou dois reais. Mas acho que os preços devem melhorar para o final do ano e está acabando o ciclo de baixa." O diretor da Mesa de Pecuária da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (Faesp), Sigiyuki Ishii, pecuarista de Presidente Prudente, também confirmou que o mercado está mais firme, mas preferiu não arriscar sobre os motivos. O corretor de Araçatuba também disse que não existe uma motivo claro para a manutenção dos preços firmes, mas lembrou que a carne no atacado começou a subir em função da oferta menor.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso