X
X

Diário da Região

07/04/2016 - 15h44min

Cuidado

Juros do cartão de crédito chegam ao maior valor desde 1995

Cuidado

Hamilton Pavam/Arquivo Taxa ficou em 14,95% ao mês e 432,24% ao ano em março (Foto: Hamilton Pavam/Arquivo)
Taxa ficou em 14,95% ao mês e 432,24% ao ano em março (Foto: Hamilton Pavam/Arquivo)

As taxas de juros para operações de crédito continuam subindo, com destaque negativo para os juros médios do cartão de crédito, que, em março, chegaram ao maior valor desde outubro de 1995. Segundo pesquisa da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), houve uma elevação de 1,56% no período, passando a taxa de 14,72% ao mês (419,60% ao ano) em fevereiro para 14,95% ao mês (432,24% ao ano) em março. 

O cheque especial, a segunda taxa que mais pesa no bolso dos consumidores, também voltou a subir no período, com uma elevação de 1,79%, passando de 11,16% ao mês (255,94% ao ano) em fevereiro, para 11,36% ao mês (263,71% ao ano) em março. Esse é o maior valor desde julho de 1999.

A pesquisa ainda mostra que todas as outras linhas de crédito pesquisadas pela entidade foram elevadas no mês que acabou. Com isso, a taxa de juros média geral para pessoa física apresentou uma elevação de 0,12  ponto percentual no mês (3,30 pontos percentuais no ano) correspondente a uma elevação de 1,54% no mês (2,27% em doze meses) passando a mesma de 7,77% ao mês (145,46% ao ano) em fevereiro para 7,89% ao mês (148,76% ao ano) em março, a maior taxa de juros desde janeiro de 2004.

Segundo o diretor executivo de Estudos da Anefac,  Miguel José Ribeiro de Oliveira, o aumento está ligado ao cenário econômico conturbado que aumento o risco de crescimento nos índices de inadimplência.

“Este cenário se baseia no fato dos índices de inflação mais elevados, aumento de impostos e juros maiores reduzirem a renda das famílias. Além disso, temos a recessão econômica, o que deve ajudar no crescimento dos índices de desemprego. Tudo isto somado e o fato de que as expectativas para 2016 serem igualmente negativas, estes fatores leva as instituições financeiras a aumentarem suas taxas de juros para compensar prováveis perdas com a elevação da inadimplência.”

Pessoa jurídica

Das três linhas de crédito pesquisadas, todas foram elevadas no mês. A taxa de juros média geral para pessoa jurídica apresentou uma elevação de 0,07 ponto percentual no mês (1,36 ponto percentual em doze meses) correspondente a uma elevação de 1,58% no mês (1,99% em doze meses) passando de 4,43% ao mês (68,23% ao ano) em fevereiro para 4,50% ao mês (69,59% ao ano) em março, sendo esta a maior taxa de juros desde fevereiro/2005.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso