X

Diário da Região

03/06/2015 - 17h48min

São Paulo

Ibovespa contraria exterior e cai, devolvendo alta dos últimos dias

São Paulo

A Bovespa terminou a sessão desta quarta-feira, 3, em baixa, à medida que os investidores aproveitaram a valorização de 2,80% acumulada nos dois pregões anteriores para realizar lucros. O recuo do Ibovespa ocorreu na contramão da alta das bolsas dos EUA, que acompanharam o avanço das praças europeias, após indicadores econômicos americanos mostrarem resultados mistos. No fim do pregão, a Bovespa acelerou as perdas, pressionada pela piora dos papéis da Petrobras, que zeraram os ganhos e passaram a cair. A bolsa fechou com baixa de 1,32%, aos 53.522,90 pontos. O volume de negócios somou R$ 6.577 bilhões, segundo dados preliminares. No ano, o Ibovespa acumula alta de 7,03% e, em junho, ganho de 1,45%. O operador da corretora Renascença Luis Roberto Monteiro citou a realização de lucros como a causa principal para o recuo da bolsa hoje. "A Bovespa operou totalmente descolada do exterior, conduzida por um movimento de realização. Os investidores estrangeiros estavam mais fortes na venda hoje", ressaltou. A Bovespa abriu com sinal negativo e intensificou as perdas após a entrada dos estrangeiros com a abertura do mercado em Wall Street. No entanto, as bolsas de Nova York tiveram um desempenho positivo, acompanhando os ganhos das ações na Europa, que foram beneficiadas pela alta dos juros dos bônus soberanos da Alemanha em meio a um certo otimismo em relação à situação econômica na zona do euro. A queda da Bovespa foi conduzida pelo forte recuo dos papéis de bancos, Vale e siderúrgicas. No noticiário envolvendo o setor financeiro, o destaque foi que o Bradesco pode desembolsar até R$ 10 bilhões para adquirir o HSBC no Brasil, superando o apetite de Itaú Unibanco e Santander. No fim, Itaú Unibanco PN (-2,53%), Bradesco PN (-2,29%), Bradesco ON (-3,14%), Banco do Brasil ON (-3,62%) Santander Unit (-1,92%). Entre as siderúrgicas, houve queda em bloco das papéis. O BTG Pactual afirmou que os dados de produção industrial divulgados ontem reforçaram o momento ruim para o setor. Usiminas (-2,33%), Gerdau PN (-1,77%), CSN (-2,99%), Gerdau Metalúrgica (-2,03%). As ações da Vale e da Petrobras abriram em alta, mas devolveram os ganhos ao longo do dia e fecharam no vermelho: Petrobras ON, -0,14%; Petrobras PN, -0,08%; Vale ON em -2,15% e Vale PNA, -1,94%.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso