X

Diário da Região

14/05/2015 - 09h39min

Rio

IBGE: vendas do varejo ampliado caem 1,6% em março ante fevereiro

Rio

As vendas do varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, caíram 1,6% em março ante fevereiro, na série com ajuste sazonal, informou nesta quinta-feira, 14, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio no piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam desde queda de 1,60% até avanço de 1,80%, com mediana negativa em 0,62%. Na comparação com março do ano passado, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram queda de 0,7% em março deste ano. Neste confronto, as projeções variavam entre queda de 1,60% até aumento de 2,70%, com mediana positiva de 0,90%. No primeiro trimestre, as vendas do varejo ampliado acumularam queda de 5,3% em relação a igual período de 2014. Nesta comparação, as projeções iam desde baixa de 6,80% a redução de 1,35%, com mediana em -4,70%. Já na comparação com o último trimestre de 2014, as vendas no varejo ampliado cederam 4,0%. Nesta base, as projeções estavam entre quedas de 3,00% a 4,00%, o que gerou mediana negativa de 3,30%, na série ajustada sazonalmente. Até março, as vendas do comércio varejista ampliado acumulam queda de 3,4% nos últimos 12 meses. Varejo restrito De acordo com IBGE, a queda de 0,9% nas vendas do varejo restrito em março ante fevereiro foi a mais intensa para o mês desde 2003, quando o recuo no mês de março foi de 2,4%. Na comparação trimestral, o recuo de 1,7% nas vendas dos primeiros três meses de 2015 contra o último trimestre de 2014 significou o pior desempenho desde o primeiro trimestre de 2003. Naquele ano, a queda foi de 3,1%. A queda de 0,8% nas vendas do varejo restrito no primeiro trimestre de 2015 ante igual período de 2014 foi o pior resultado nesta comparação desde o terceiro trimestre de 2003, quando o recuo foi de 4,4%, informou IBGE. Considerando apenas os primeiros trimestres, o resultado anunciado hoje é o pior desde 2003 (-6,1%). No varejo ampliado, a queda de 1,6% nas vendas em março ante fevereiro foi o pior resultado para um mês de março desde 2003 (-2,3%). Em bases trimestrais, o recuo de 4,0% nos primeiros três meses de 2015 contra o último trimestre de 2014 foi o pior desde o quarto trimestre de 2008 (-6,6%). Considerando apenas os primeiros trimestres, o resultado atingido foi o pior da série. Segundo o IBGE, a queda de 5,3% nas vendas do varejo ampliado no primeiro trimestre de 2015 ante igual período de 2014 foi o pior resultado desde o início da série, iniciada em 2004. Média móvel O índice de média móvel trimestral das vendas do comércio varejista restrito caiu 0,4% no trimestre encerrado em março em relação aos três meses até fevereiro, divulgou IBGE. No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, o índice de média móvel trimestral das vendas caiu 1,1% no mesmo período.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso