Diário da Região

23/08/2013 - 09h16min

Rio de Janeiro

IBGE: cias. de alto crescimento contrataram mais em 2011

Rio de Janeiro


O aumento de trabalhadores assalariados no Brasil no período de 2008 a 2011 esteve diretamente ligado às empresas denominadas como de "alto crescimento". Essa classificação é aplicada àquelas que apresentam crescimento do pessoal ocupado igual ou maior que 20% ao ano, por um período mínimo de três anos. Seis de cada dez novos assalariados no período foram absorvidos por essas empresas, mostra pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O estudo "Demografia das Empresas 2011" mostrou que, em relação ao conjunto de empresas ativas no País, as de alto crescimento representavam, em 2011, 0,8% do total. Elas ocupavam 13% de todo o pessoal ocupado, 15,4% dos assalariados e pagavam 14,4% de todos os salários do País. Os três setores que responderam pelas maiores participações relativas de assalariados foram construção (30,4%), atividades administrativas (23,4%) e informação e comunicação (19,8%).

O levantamento foi feito a partir de dados coletados pelo Cadastro Central de Empresas (Cempre) e teve como objetivo analisar a dinâmica empresarial por meio de indicadores de entrada, saída e sobrevivência das empresas no mercado. A classificação das empresas de alto crescimento foi feita com base em critérios internacionais da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Em 2011, havia 34.528 empresas de alto crescimento, que ocupavam 5 milhões de assalariados e pagavam R$ 95,4 bilhões em salários. O salário médio mensal verificado foi de R$ 1.638,71. Em torno de 35% (12.915) dessas grandes empregadoras eram empresas jovens, com no máximo oito anos de operação, denominadas na pesquisa de "gazelas". Em 2011 verificou-se um total de gazelas em relação ao conjunto de empresas do País abaixo do verificado em anos anteriores.

O IBGE ressaltou que foram consideradas informações das empresas que entraram no critério de alto crescimento a cada ano, o que significa que não foi necessariamente o mesmo conjunto de empresas no período pesquisado de 2008 a 2011.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso