X
X

Diário da Região

14/03/2016 - 10h10min

Brasília

IBC-Br cai 0,61% em janeiro e tem menor nível desde fevereiro de 2010

Brasília

Depois da constatação da forte queda do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado, o Banco Central já identificou que a economia brasileira começou este ano com resultado negativo. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de janeiro teve baixa de 0,61% ante dezembro do ano passado com ajuste sazonal. O indicador, que ficou em 135,85 pontos, é o menor desde fevereiro de 2010. Naquele mês, o indicador exibia 135,43 pontos (dado revisado). Em dezembro de 2015, o IBC-Br havia amargado uma baixa de 0,49% (dado revisado) - também na margem com ajuste. O índice de atividade calculado pelo BC estava em 136,69 pontos no final do ano passado. O resultado do IBC-Br de janeiro ficou, portanto, abaixo da mediana das estimativas dos 25 analistas do mercado financeiro consultados pelo AE Projeções, que era de estabilidade, e também abaixo das projeções. As estimativas oscilavam entre -0,42% a 0,50%. Na série observada, sem ajustes, é possível identificar uma queda de 4,48% nos 12 meses encerrados em janeiro. Na comparação entre os meses de janeiro de 2016 e 2015, houve retração de 8,12%, também na série sem ajustes sazonais. Na série observada, janeiro encerrou com o IBC-Br em 127,92 pontos, também o menor nível nessa série desde fevereiro de 2010, quando estava em 127,61 pontos. O indicador de janeiro de 2016 ante o mesmo mês de 2015 mostrou retração maior do que a apontada pela mediana (-7,30%), mas dentro do intervalo das previsões (-6,80% a -9,78%) dos 25 analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE Projeções. Trimestre O IBC-Br registrou baixa de 1,57% no acumulado do trimestre de novembro a janeiro na comparação com o resultado dos três meses anteriores pela série ajustada do Banco Central. Já na comparação de novembro a janeiro com idêntico período de um ano antes, o resultado do índice foi de queda de 6,74% pela série observada. Revisões Como de costume, o Banco Central revisou dados do Índice de Atividade Econômica na margem na série com ajuste. Em dezembro, o resultado foi alterado de -0,52% para -0,49%. Em novembro, o dado de -0,64% passou a ser de -0,46%. Em outubro, mudou de uma queda de 0,58% para 0,59%. Em setembro, a baixa de 0,60% deu lugar a um recuo de 0,59%. Em agosto, a redução foi mantida em 0,92%. A taxa de julho passou de -0,18% para -0,19%. O IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso