X

Diário da Região

15/05/2015 - 08h50min

Brasília

Grupo pede veto para arbitragem no consumo

Brasília

Entidades de defesa do consumidor vão pedir nesta sexta-feira, 15, o veto da presidente Dilma Rousseff à extensão do uso da arbitragem para conflitos em relações de consumo. O projeto do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que foi aprovado na Câmara e no Senado e espera sanção da presidente, representa "patente retrocesso aos direitos já conquistados pelos consumidores", diz o texto assinado por associações de Procons e outros órgãos de defesa. Na arbitragem, as partes envolvidas no conflito elegem uma terceira pessoa, ou tribunal arbitral, para solucioná-lo. A decisão deve então ser honrada como sentença judicial. Para os órgãos, o projeto não respeita a vulnerabilidade do consumidor em relação ao fornecedor. A possibilidade de arbitragem nas relações de consumo, argumentam, é tão prejudicial ao consumidor que muitos dos países europeus que a permitiam passam por processo de revisão para proibi-la. De acordo com Amaury Oliva, chefe do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão ligado ao Ministério da Justiça, os dois conceitos clássicos de arbitragem - equilíbrio entre as partes e liberdade de escolha - não podem ser colocados em prática nas questões relativas ao consumo. A Lei estabelece que o consumidor é sempre parte vulnerável nas negociações com os fornecedores de produtos e serviços. "Como colocar no mesmo patamar uma dona de casa e um grande banco?", questiona. Oliva afirma que não haverá liberdade para que os consumidores rejeitem a arbitragem. Ele acredita que essa vai ser uma das cláusulas dos contratos de serviços que geralmente os usuários não leem. De toda forma, para Oliva, não fica claro que o consumidor conseguirá comprar um produto ou serviço mesmo que se recuse a assinar um contrato que tem entre um dos itens a adesão à arbitragem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso