Diário da Região

10/03/2010 - 04h10min

Combustíveis

Governo tem R$ 2,5 bi para fazer a estocagem de álcool

Combustíveis

Divulgação Manoel Bertone, secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura
Manoel Bertone, secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura

O governo federal deve liberar ao menos R$ 2,5 bilhões para o financiamento de estocagem de etanol na safra 2010/2011, mesmo valor destinado na safra passada. "O valor é suficiente e deve chegar ao mercado entre maio e junho, quando os estoques começarão a ser formados, porque agora estão baixos”, afirmou Manoel Bertone, secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, durante a abertura de Feira de Negócios do Setor de Energia (Feicana), em Araçatuba (SP). “Não vejo um valor maior que esse, já que outras culturas também precisarão de recursos”, completou.


Bertone garantiu que o Ministério da Agricultura é favorável ao pedido do setor sucroalcooleiro, feito semana passada, para que o próprio etanol seja dado como garantia da operação de estocagem e que outras garantias, exigidas pelos agentes financiadores, sejam reduzidos este ano. “Na safra passada, durante a crise de liquidez, os bancos dificultaram o crédito, o que prejudicou a tomada de dinheiro pelo setor; esperamos que agora a situação seja mais favorável”, explicou o secretário.


De acordo com Bertone, os bons preços do açúcar e do álcool deram às usinas, além de uma melhor capacidade de obter crédito, a condição até mesmo de financiar os estoques no início desta safra, antes da liberação dos recursos do governo. “Isso ajuda na estabilidade dos preços, principalmente do etanol”, explicou. O secretário avaliou ainda que a expectativa para a safra 2010/2011 de cana é a melhor possível, já que os cenários climáticos mais prováveis apontam para maiores períodos de estiagem, o que favorece a produtividade e a ajuda na colheita da cultura.


Agente comercializador


A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) já admite que a criação do agente comercializador de etanol, um elo na cadeia do combustível entre as usinas e as distribuidoras, poderá trazer concentração para o setor.


A agência avalia que esse intermediador, imaginado para formar um estoque de álcool, controlar a oferta e reduzir a volatilidade de preços, possa repetir o que ocorreu com a Brasil Álcool. A companhia criada no final dos anos 90 por um grupo de usinas, foi extinta em 2002 por determinação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), sob acusação de prática de cartel.


“É claro que há o risco de concentração, mas as companhias já cadastradas são empresas fortes e entendemos que o setor não cometeria o mesmo erro duas vezes; com certeza outras empresas virão”, disse Carlos Orlando Henrique da Silva, superintendente adjunto de abastecimento da ANP. As duas companhias em vias de serem autorizadas para serem agentes comercializadores de etanol, a Copersucar S.A. e a CPA Trading, do Paraná, esperam a oficialização das operações para esta semana, por meio de uma nota técnica da ANP. Esta nota técnica seria necessária par ampliar o escopo de atuação das tradings, que foi limitado pela resolução que criou o agente comercializador de etanol.


Silva afirmou que outras companhias já sondaram a ANP para também se tornarem comercializadoras, entre elas a ADM, que já tem operações de etanol no Brasil, mas que é uma das maiores tradings mundiais de commodities. “Bancos e outros agentes de mercados também nos procuraram”, disse.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso