X
X

Diário da Região

25/01/2017 - 00h00min

EM ALTA

Exportações revertem curva de queda e ano fecha positivo

EM ALTA

Mara Sousa Costantino, da Geradores Rio Preto, que busca novos produtos
Costantino, da Geradores Rio Preto, que busca novos produtos

Apesar de a balança comercial de Rio Preto continuar registrando déficit anual, as exportações reverteram a curva de queda e fecharam o ano passado com crescimento. Em 2016, as vendas das empresas rio-pretenses para o exterior atingiram a cifra de US$ 16,3 milhões, uma alta de 13% em relação ao montante de 2015, de US$ 14,4 milhões. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Ao mesmo tempo, as importações caíram 4%, ao passar de US$ 75,5 milhões em 2015 para US$ 72,5 milhões no ano passado. Já o saldo da balança comercial foi negativo em US$ 56,1 milhões, mas ainda assim menor do que o registrado no ano anterior, de US$ 61,0 milhões. Isso porque as importações são mais significativas do que as exportações.

Os produtos que lideram o ranking das exportações são da área médica: artigos e aparelhos ortopédicos, entre outros, num total de US$ 2,6 milhões, o que representa 15,9% do total. Em seguida aparecem miudezas comestíveis de animais das mais variadas espécies, num valor de US$ 2,5 milhões, ou seja, 15,5% do total. A terceira posição é ocupada por carrocerias para veículos automotores, com US$ 1,5 milhões e participação de 9,6% no conjunto.

O despachante aduaneiro Paulo Narcizo Rodrigues, da Caribbean Express, lembra que as exportações foram sendo abandonadas nos últimos anos em função da queda do preço do barril de petróleo e a baixo do dólar. Os principais setores foram moveleiro, confecções, máquinas e equipamentos hidráulicos. “Atualmente, o dólar está num patamar que proporciona um bom negócio na exportação, no entanto o mercado que foi abandonado pelos exportadores rio-pretenses está ocupado por outros fornecedores, como sempre, pelos chineses”.

 

Arte - Balanço Comercial de Rio Preto - 25012017 clique na imagem para ampliar

Importações

Entre as importações, o destaque continua sendo uma única empresa de Rio Preto, responsável por movimentar quase US$ 44 milhões em peixes frescos, congelados ou refrigerados. Esse montante significa quase 60% de toda a importação local. Na segunda colocação aparece o segmento de artigos farmacêuticos, com US$ 1,7 milhões e 2,47% de participação. A terceira posição fica com máquinas e aparelhos para trabalhar borracha ou plástico, num total de US$ 1,6 milhão e 2,21% do total.

O crescimento das exportações se deve, entre outras razões, à busca do empresariado da região em cobrir o déficit do mercado interno, causado pelas crises econômica e política, segundo Luiz Carlos Garcia, diretor administrativo da Vogel. Ao mesmo tempo, as importações caíram em função da elevação da taxa de câmbio e à instabilidade do mercado interno. “De maneira geral o comércio exterior da região deve ter um crescimento significativo neste ano, uma vez que o governo vem tomando medidas de incentivo às exportações e além disto, nossos empresários estão colocando seus produtos em todos os cantos do planeta, com destaques dos produtos médico-hospitalares, equipamentos agrícolas/rodoviários e indústria moveleira”, afirmou.

Segundo Narcizo, a tendência em 2016 será pela continuidade no aumento das importações. Os empresários terão que buscar exportar devido à retração no consumo interno. “No passado, deixaram de exportar tendo em vista que o mercado interno estava aquecido, mantendo a linha de produção das empresas, hoje é diferente, nem exportação nem mercado interno”, explica.

Exterior abre horizontes

Com 15 anos no mercado, a Geradores Rio Preto atua com fornecimento de produtos e soluções para a geração de energia elétrica. O mercado interno e externo recebe produtos com grupos geradores e geradores agrícolas que atendem aos segmentos rural, comercial, industrial e construção civil.

E, em 2016, foi exatamente o mercado externo que ajudou a “salvar” o ano em relação à crise política vivida no Brasil. “Isso nos fez outros horizontes e buscar novos mercados lá fora. Tivemos de nos reinventar buscando novos negócios até fora do nosso segmento, ou seja, exportando outro tipo de máquina que atenda à necessidade do cliente”, disse o diretor executivo da empresa, Milton Costantino.

As exportações incluem itens como tomada de força e grupos geradores com motor a diesel, além de máquinas em geral. Já a importação é de matéria-prima para a produção desses artigos, como alternador, componentes eletrônicos e acessórios em geral. Atuando em mercados como China, Angola, Colômbia e vários países da Europa, em média, a importação anual é de US$ 1,5 milhão e a exportação chega a US$ 2,9 milhões no mesmo período.

Segundo Constantino, a expectativa para 2017 é bastante positiva e a empresa pretende focar no mercado externo com novos produtos. “Com a situação econômica, procuramos novos negócios no mercado externo, o que ajuda a estancar as lacunas financeiras”, disse. 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso