X
X

Diário da Região

28/02/2015 - 22h50min

Momento econômico

Especialistas dão dicas para empresários driblarem a crise

Momento econômico

Sergio Isso Zero Grau é ponto tradicional para happy hour entre os rio-pretenses. Criou, então, o rodízio de chope e o open bar de cerveja Budweiser
Zero Grau é ponto tradicional para happy hour entre os rio-pretenses. Criou, então, o rodízio de chope e o open bar de cerveja Budweiser

Combustível e energia elétrica mais caros. Pacotes com medidas impopulares. Dólar subindo. Possibilidade de rodízio no abastecimento de água. O momento da economia brasileira não é dos mais promissores. Com tantas más notícias no início de 2015, a hora é de cautela, principalmente para quem tem um negócio e pretende deixá-lo imune à crise.


Pensando nisso, o Diário preparou um lista com oito dicas para comerciantes, pequenos e grandes empresários não deixarem se abater pela crise. São conselhos dados pelo Sebrae para que a empresa não fique no sufoco e permaneça firme nesse momento turbulento. Quando a situação do País melhorar, o negócio vai estar muito mais forte.


"São ações que devem ser seguidas durante qualquer momento econômico do País, pois facilitam a administração da empresa. Quando a gestão é profissionalizada, o empresário sente menos os impactos da crise", diz o gerente do Sebrae em Rio Preto, Marcos Amâncio.


Segundo ele, é preciso ter bem definidas as áreas financeiras e de marketing. Caso contrário, serão necessários planos de contingência. "Quando se administra da forma correta rotineiramente, tudo acontece com mais naturalidade. Isso facilita, inclusive, as tomadas de decisões."


Situação


Para o consultor de finanças João Elias Martins, a situação econômica deve demorar um pouco para ter melhora acentuada. "Tudo depende da capacidade e da rapidez para agir do governo nas políticas macroeconômicas, mas espera-se uma melhora a partir do segundo semestre de 2016."


Isso não quer dizer que os empresários devem ficar parados esperando a situação melhorar. Segundo Martins, é hora de reorganizar a empresa, estruturar recursos financeiros e, de forma cautelosa, continuar investindo. "Em momentos de crise é que surgem as melhores oportunidades para comprar e para contratar bons profissionais que o mercado dispensou e ainda com salários mais adequados", afirma o especialista.


Mas o investimento na empresa deve ser feito sem a tomada de financiamentos, principalmente se os valores forem expressivos. "Pois os juros não estão favoráveis e devem permanecer assim ainda nos próximos dois anos", diz Martins.


Cabe às empresas adotarem medidas inteligentes para que possam continuar crescendo ou mantendo o ritmo de vendas. Além das dicas desta página, Martins sugere também estímulos para o cliente comprar à vista ou com prazo menor para o pagamento e, se possível, financiar as vendas a prazo com capital próprio.

Sergio Isso No K Bistrô, otimização do estoque gerou mais qualidade dos produtos e muito menos desperdício

Controlar gastos é essencial para empresa

Relacionamento. Esse pode ser o fator para escapar ileso à crise econômica vivida pelo país. Ou pelo menos sofrer o menos possível. Combinado a uma gestão profissionalizada - com controle sobre todos os aspectos administrativos - o bom relacionamento com clientes e fornecedores é vital para evitar perdas na empresa.

Conquistar novos clientes é sempre bom para a empresa. Mas em momentos de crise econômica, esse não deve ser o foco principal. Fidelizar quem já conhece o serviço pode ser mais importante. Isso acontece oferecendo vantagens ou novas sensações aos clientes.
"É preciso oferecer benefícios, mas sem aumentar muito o custo. Valorizar a experiência de compra do cliente faz diferença", diz o gerente do Sebrae em Rio Preto, Marcos Amâncio.

O salão de beleza Puhblic Hair, por exemplo, está lançando dois novos atrativos para os clientes. O primeiro é focado em grávidas. É o "Gestante Beauty Day". O dia é todo voltado ao atendimento e embelezamento de mulheres grávidas. Elas podem fazer hidratação, corte, escova, reflexologia, entre outros. Basta agendar.

O outro serviço é aberto para todos os tipos de clientes. De terça a sexta-feira, os clientes podem juntar um grupo e fechar a unidade do Centro por algumas horas para fazer a própria festa. Aniversários, despedidas de solteiro, outras comemorações especiais ou simplesmente um happy hour. O pacote completo inclui bebidas, aperitivos, som e iluminação. Além dos serviços estéticos.

"Criamos essas novas ações com o objetivo de utilizar mais o espaço em dias de menos movimento, além de ser diferente e uma nova opção", diz Patricia Mota, uma das proprietárias do salão. Com o fornecedor, cultivar a boa relação também é fundamental. Não se trata de ganhar privilégios ou obter vantagens ilícitas. O relacionamento vai ajudar a conseguir melhores prazos, bons descontos e garantia de entrega. "Resumindo, boas relações trazem boas negociações", diz Amâncio.

Estoque

Em tempos de crise, o empresário precisa cuidar como nunca do seu capital de giro. Qualquer falha pode prejudicar as finanças e comprometer a saúde econômica da empresa. Pensando nisso, não dá para errar com o estoque. O controle deve ser rígido para que nem sobre nem falte.

Afinal, se tem muito de um mesmo produto estocado é sinal de que há dinheiro parado. E se falta algum produto, o atendimento ao cliente está comprometido e uma má impressão pode ser criada. Para otimizar o estoque, a proprietária do K Bistrô, Karina Macri Zanon, fez mudanças na hora de comprar. A análise das vendas e a quantidade de cada produto estão mais precisas.

"Buscamos fornecedores que entregam semanalmente e diariamente. Com isso, reduzimos consideravelmente o desperdício de mercadorias." Os benefícios foram inúmeros, diz. "Melhoramos a qualidade dos produtos, pois eles são mais frescos, e também o fluxo de caixa da empresa. O controle evita gastos desnecessários e que o lucro fique parado no estoque. Isso é essencial para a sobrevivência da empresa."

Aícro Júnior / Editoria de Arte  

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso