X

Diário da Região

01/06/2015 - 16h39min

São Paulo

Entre as carnes, apenas a suína cresceu em volume exportado em maio

São Paulo

As exportações de carnes in natura ainda não mostram reação significativa. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) revelam que em maio houve estabilidade ou pequeno aumento no volume embarcado, mas na comparação com maio de 2014 ainda há retração. A carne suína é exceção. O volume embarcado aumentou, mas o faturamento foi afetado pela queda no preço médio da tonelada. As exportações de carne bovina in natura totalizaram 84,8 mil toneladas, volume 1,6% superior às 83,4 mil toneladas comercializadas em abril, mas 17,5% menor do que o registrado em maio de 2014. A receita com as vendas somou US$ 349 milhões no mês passado, quantia que excedeu em 0,5% os US$ 347,1 milhões de abril, mas que é 28,7% menor do que os US$ 489,3 milhões em maio do ano passado. O preço médio do produto exportado teve queda de abril para maio e passou de US$ 4.164,1/t para US$ 4.114,6/t (-1,2%). Houve recuo de 13,5% em relação à media de maio de 2014, que foi de US$ 4.759/t. Os embarques de carne de frango in natura somaram 291,9 mil toneladas no mês passado, 3,2% menos que as 301,3 mil toneladas registradas em abril. Ante maio de 2014, quando foram embarcadas 314,9 mil toneladas, o recuo foi de 7,3%. O faturamento em maio deste ano foi de US$ 495 milhões, valor 2,5% superior aos US$ 482,8 milhões de abril e 18,2% menor que o faturamento de US$ 605,4 milhões no mesmo período de 2014. O preço médio da tonelada ficou em US$ 1.696,2/t, 5,8% maior que a média de US$ 1.602,5/t de abril, mas 11,8% inferior o valor de US$ 1.922,5/t registrado em maio do ano passado. Exportações Já as vendas externas de carne suína totalizaram 40,7 mil toneladas no mês passado, acima das 35,9 mil toneladas (+13,4%) de abril. Ante maio de 2015, quando foram embarcadas 32,5 mil toneladas, o avanço foi de 25,2%. As receitas somaram US$ 104,8 milhões, com alta de 22,6% ante os US$ 85,5 milhões de abril e queda de 4,7% ante os US$ 110 milhões registrados em maio de 2014. No mês passado, o preço médio da tonelada ficou em US$ 2.575,6, ante US$ 2.379,1 em abril (+8,3%) e US$ 3.382,5 em maio de 2014 (-23,9%) Acumulado Nos cinco primeiros meses de 2015, as vendas de carne bovina totalizaram 400,3 mil toneladas, ante 499,7 mil toneladas em igual período do ano passado (-19,9%). Já o faturamento ficou em US$ 1,689 bilhão este ano, valor 25,1% menor que os US$ 2,256 bilhões obtidos entre janeiro e maio de 2014. No que tange às vendas externas de carne de frango in natura, houve queda de 2,3% no volume acumulado até maio, no comparativo anual, para 1,425 milhão de toneladas. Em faturamento, o recuo foi de 12,5%, de US$ 2,666 bilhões para US$ 2,332 bilhões. Também no acumulado do ano, as exportações de carne suína in natura caíram 18,9%, atingindo US$ 388,1 milhões ante US$ 478,9 milhões em 2014. Em volume, a retração foi de 5,4%, passando de 161,8 mil toneladas para 153 mil toneladas.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso