X

Diário da Região

12/06/2015 - 07h26min

Brasília

Diretor do ONS descarta racionamento de energia

Brasília

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, afastou qualquer possibilidade de haver falta de energia neste ano. As chuvas dos últimos meses, de acordo com Chipp, conseguiram atingir um nível de segurança nos principais reservatórios do País. Essa condição, aliada à retração do consumo por conta do cenário econômico, alivia a pressão sobre a geração de energia. "Estamos tranquilos quanto ao suprimento de energia. Não teremos problemas no abastecimento", afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo. Apesar do cenário positivo, Chipp disse que o ONS continuará a adotar medidas locais para garantir o abastecimento. A partir deste próximo fim de semana, disse, deve ter início uma operação de teste a com vazão reduzida no Rio São Francisco. O objetivo é preservar ao máximo possível o volume de água acumulado no reservatório de Sobradinho. Principal caixa dágua da região Nordeste e segundo maior do País em volume de água - só atrás do reservatório de Serra da Mesa - Sobradinho tem hoje apenas 20% do volume total que poderia acumular. Um ano atrás, esse índice chegava a 52% da capacidade total. Apesar do cenário crítico do reservatório baiano, Hermes Chipp disse que a situação está sob controle. "Sobradinho não é mais problema. Estamos conseguindo avançar, com a articulação entre todos envolvidos, trabalhando proativamente. Neste momento, já estamos fazendo testes com a vazão reduzida de 950 metros cúbicos por segundo e devemos reduzi-la para 900 metros cúbicos a partir do próximo dia 13", comentou Chipp. Usinas térmicas Apesar da garantia de suprimento energético durante o período seco do ano - maio a novembro - o ONS deverá manter o acionamento das usinas térmicas para preservar as principais hidrelétricas do País. Nesta semana, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que reúne os principais agentes do setor, afirmou que um total de 2.521 megawatts (MW) de energia elétrica foram adicionados ao parque nacional de geração entre janeiro e o início de junho, o que equivale a quase 40% da capacidade instalada nova prevista para 2015. Para o ano, a meta é adicionar 6.410 MW. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso