X
X

Diário da Região

15/03/2017 - 00h00min

Grana Extra

De olho na conta inativa do FGTS, bancos oferecem adiantamento

Grana Extra

Mara Sousa Saque do FGTS
Saque do FGTS

O governo liberou o saque dos recursos das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e está todo mundo de olho nesse dinheiro, inclusive os bancos. O pagamento começou ontem aos trabalhadores que têm direito nascidos em janeiro e fevereiro, mas o prazo segue até julho. Para quem precisa antecipar o recebimento, alguns bancos criaram linhas de crédito específicas para esse fim e os outros contam com financiamentos tradicionais para quem precisa do dinheiro com urgência.

Os correntistas do Bradesco que possuem saldo podem antecipar o recebimento com juros a partir de 2,5% ao mês. A data de vencimento da operação será o mês do saque do saldo da conta. O pagamento será em parcela única debitada em conta corrente, com valor entre R$ 200 e R$ 30 mil.

Os clientes do Santander podem recorrer à linha de financiamento com taxa de juros que varia de 2,59% ao mês a 4,59% ao mês. O valor correspondente ao saldo será liberado em até 24 horas na conta corrente, e o pagamento será realizado em uma única parcela, na data em que o saldo for liberado.

O Banco do Brasil informou que vai lançar uma linha de crédito com esta finalidade nos próximos dias e que tem outras alternativas para clientes que optarem por investir ou usar os recursos para quitar dívidas. O Itaú Unibanco informou que já oferece diversas linhas pré-aprovadas para que os clientes usem conforme a necessidade.

 

Arte - FGTS 01 - 15032017 Clique na imagem para ampliar

Especialistas em finanças orientam que o trabalhador faça uma análise criteriosa antes de recorrer ao crédito. Isso porque os juros da operação podem representar um gasto a mais, já que eles emprestam o dinheiro, mas cobram juros.

Segundo o professor George Sales, da Faculdade Fipecafi, o primeirop asso é verificar como o banco define as regras operacionais para antecipar o FGTS e verificar as taxas de juros e tributos que serão aplicados. “Também é importante verificar se não haverá qualquer outro tipo de taxa operacional envolvida e o destino do dinheiro deverá ser para quitar dívidas com juros maiores”, disse.

Para o consultor de finanças Moisés Dias, se o trabalhador estiver com sua renda comprometida com os gastos do cartão de crédito, financiamentos e cheque, quitá-los será um bom negócio. “Se o trabalhador for usar para investimentos, é necessário avaliar se não é melhor esperar o momento do saque, exceto que esteja vendo uma vantagem maior do que a taxa que irá pagar à instituição financeira por conta da antecipação.”

Dados da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), de janeiro, mostram que os juros do cartão de crédito estão em 15,12% ao mês; o do cheque especial, em 12,49% e o empréstimo pessoal em bancos, em 4,62%. Já as taxas dos empréstimos consignados privados variam de 1,20% a 6,81%. No consignado público, de 1,70% a 5,39% ao mês.

Para o diretor executivo da Anefac, Roberto Vertamatti, o melhor é não recorrer à antecipação, mas se houver a necessidade, o ideal é tentar um consignado, cujas taxas são melhores que a da modalidade de antecipação. “Sendo o próprio banco onde você tem dívida, é questão de negociação. Se ele não aceitar, negocie com outro banco, inclusive a passagem da conta e dívida antiga para outro banco”, afirmou.

 

Arte - FGTS 02 - 15032017 Clique na imagem para ampliar

Se possível, aplicar é melhor

Para o trabalhador que não vai usar o dinheiro para pagar dívidas, tirar do FGTS e aplicar é a melhor indicação, segundo especialistas. O consumo, apenas em último caso. “Esse é um recurso que ninguém esperava, portanto você conseguirá continuar vivendo da mesma forma, sem gastá-lo. Reflita muito”, sugere o economista José Aparecido Firmino.

A pedido do Diário Firmino fez uma simulação de quanto renderiam R$ 1 mil. Durante um ano, na conta do Fundo, o rendimento seria de R$ 44 e, na poupança, de R$ 75, considerando uma taxa de juros de 12,25%. “Ocorre que a previsão é de que a taxa de juros básica encerre o ano em torno de 9,5% e a inflação em 2017 feche em torno de 4,5%. Isso certamente reduziria o ganho tanto para o FGTS quanto para poupança, visto a remuneração dessas aplicações são baseadas na TR, que por sua vez sofre forte influência da taxa básica”.

Nesse cenário, segundo o economista, uma boa alternativa é a aplicação no Tesouro Direito. Para os mais conservadores, a sugestão são os papeis pré-fixados LTN/2020 ou LTN/2023, que pagam juros pré-fixados de 9,92% e 10,40% ao ano, respectivamente. “Isso significa um ganho anual de aproximadamente R$ 82,30 no primeiro caso e de R$ 90 no segundo, já descontado o imposto de renda”, disse.

 

Arte - FGTS 03 - 15032017 clique na imagem para ampliar

Calendário

O pagamento dos saldos do FGTS começou dia 10 e segue até 31 de julho. Têm direito de fazer o saque trabalhadores que tinham uma conta inativa com saldo até o dia 31 de dezembro de 2015. Para saber se tem algum dinheiro parado, é possível fazer a consulta no site www.caixa.gov.br/contasinativas ou pelo telefone 0800-726-2017. É importante ter o número do PIS/PASEP/NIS ou o Cartão Cidadão.

O pagamento será feito de diferentes formas. Nas agências da Caixa, é preciso levar o número da inscrição do PIS/PASEP, documento de identidade e Carteira de Trabalho, especialmente para valores acima de R$ 10 mil.

Para valores de até R$ 3 mil, o saque pode ser em correspondentes ou lotéricas, com identidade, cartão cidadão e senha. E, no próprio autoatendimento será possível sacar até R$ 1,5 mil somente com a senha do cartão cidadão. Valores superiores até R$ 3 mil, o saque precisa de cartão e da senha.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso