X
X

Diário da Região

15/01/2015 - 16h50min

São Paulo

Dólar termina em alta de 0,53% após sessão volátil

São Paulo


O dólar fechou em alta nesta quinta-feira, 15, depois de oscilar entre altas e baixas ao longo do dia, reagindo a uma série de fatores. No fim da sessão no balcão, o dólar à vista mostrava alta de 0,53%, aos R$ 2,6340. O volume de negócios totalizou US$ 1,445 bilhão, por volta das 16h30. No mercado futuro, o dólar para fevereiro, que fecha às 18 horas, avançava 0,67% no meio da tarde, aos R$ 2,6465.

O dólar iniciou a sessão em alta, ajudado pela aversão ao risco que se seguiu à decisão de política monetária do Banco Central da Suíça. A autoridade monetária eliminou nesta quinta-feira a taxa de câmbio mínima de 1,20 euro por franco suíço, ao mesmo tempo em que reduziu a taxa de depósitos para -0,75%, de -0,25%.

No entanto, a moeda dos EUA perdeu força ainda pela manhã e passou a cair, chegando a furar o patamar de R$ 2,60, recuando pontualmente até R$ 2,5970, no menor valor intraday desde 10 de dezembro de 2014, pressionada pelo relatório da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) prevendo aumento de demanda por petróleo neste ano e corte da produção dos EUA. Alguns operadores afirmaram que um fluxo de entrada de recursos para o mercado contribuiu para o recuo da moeda naquele momento.

No início da tarde, o dólar retomou o sinal positivo, em sintonia com o mercado externo, onde a moeda dos EUA subia em relação à maioria das divisas. Os preços do petróleo, que tinham se recuperado devido ao relatório da Opep, apagaram os ganhos durante a tarde, reagindo a fundamentos negativos para a commodity, que enfrenta um problema de excesso de oferta. Perto das 16h30, o contrato do petróleo Brent para fevereiro caía 1,30%, a US$ 49,20 por barril, na ICE. Na Nymex, o petróleo para o mesmo mês caía 2,08%, a US$ 47,93 por barril.

No exterior, o franco suíço é o destaque do mercado de câmbio internacional, depois de o Banco Nacional Suíço (SNB) anunciar o abandono de sua política de estabelecer um teto para a moeda do país diante do euro. Em reação à decisão, o euro chegou a cair 30% diante do franco suíço. O euro também está em queda diante do dólar - que recua frente ao iene, com investidores buscando "refúgio seguro" em meio a tantas incertezas. Perto das 16h30, o euro estava cotado a US$ 1,1619, de US$ 1,1789 ontem; o iene estava cotado a 116,41 por dólar, de 117,34 por dólar ontem.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso