Diário da Região

23/02/2006 - 18h20min

Câmbio

Dólar fecha praticamente estável, a R$ 2,139

Câmbio

Após recuar durante toda a manhã, o dólar terminou a quinta-feira praticamente estável, a R$ 2,139, com o mercado pressionado pela atuação de estrangeiros comprando a moeda. A desvalorização no final do dia foi de 0,14%. Na roda de dólar pronto da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o último negócio foi feito a R$ 2,1395. De acordo com o operador de câmbio de um banco nacional, investidores estrangeiros aproveitaram a queda do dólar na parte da manhã para comprar a moeda no início da tarde. A atuação pressionou a cotação e gerou um movimento de "stop loss" das tesourarias locais. Os bancos que estavam muito vendidos em dólar (apostando na queda da moeda) optaram por reduzir essas posições e comprar a moeda, antes de uma subida maior dos preços. O movimento, no entanto, foi comedido, já que o cenário em geral ainda favorece o declínio do dólar.

"Enquanto o fluxo de ingressos não mostrar fraqueza e não tiver novidade em mudança de legislação, não muda essa tendência de queda", disse Paulo Fujisaki, analista de mercado da corretora Socopa. A notícia de que o Tesouro Nacional pretende exercer a opção de compra antecipada dos Bradies que estão em mercado também reforça o otimismo do mercado. O Tesouro esclareceu que, com a medida, estarão eliminados todos os títulos associados à reestruturação da dívida externa de 1994. No começo do mês, o Tesouro já havia anunciado um programa de recompra dos títulos da dívida externa brasileira com recursos das reservas internacionais, com o objetivo de melhor o perfil da dívida externa. O alvo preferencial desse programa eram os títulos com vencimento em 2010 e os bônus Bradies.

A notícia considerada positiva pelo mercado por melhorar a percepção de risco do País, aliada aos ingressos de recursos, fez o dólar recuar 1,03% na cotação mínima do dia, a R$ 2,120. Fujisaki, da Socopa, lembrou porém que a recompra dos Bradies pode levar o Banco Central a reforçar as compras de dólares no mercado, já que serão utilizados recursos das reservas. Nesta sessão, o Banco Central vendeu 4,4 mil contratos de swap cambial reverso, de uma oferta máxima de 4.550, em uma operação equivalente a US$ 206,3 milhões. No leilão de compra de dólares, a autoridade monetária aceitou 17 propostas, com corte a R$ 2,142.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso