X
X

Diário da Região

25/11/2016 - 08h42min

São Paulo

Confiança da Construção medida pela FGV cai 2,3 pontos em novembro ante outubro

São Paulo

O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e divulgado nesta sexta-feira, 25, caiu 2,3 pontos, entre outubro e novembro, alcançando 72,4 pontos. O resultado reverte as quatro altas consecutivas anteriores, mas, nas médias móveis trimestrais, segundo a FGV, o índice se mantém estável, sinalizando uma acomodação no quarto trimestre. O recuo no mês se deve principalmente à queda de 3,9 pontos no Índice de Expectativas (IE-CST), que caiu para 81,5 pontos. Dentre os quesitos que compõem o subíndice, o que mais contribuiu para o declínio foi o que mede a situação dos negócios para os próximos seis meses, que apresentou queda de 4,1 pontos na margem. O Índice da Situação Atual (ISA-CST) também recuou para 63,8 pontos, após cair 0,7 ponto, com destaque para o indicador que mede a situação atual da carteira de contratos, que registrou queda de 1,0 ponto. A FGV afirmou que a queda apresentada em novembro reflete uma correção das expectativas do setor em novembro, pois o anúncio da retomada de obras reduziu o pessimismo empresarial, mas agora percebe-se que a atividade ainda continua fraca. "A queda da confiança não significa a inversão do ciclo, mas mostra que o caminho a percorrer ainda é longo", observou Ana Maria Castelo, Coordenadora de Projetos da Construção da FGV/Ibre. Ana Maria ainda comentou que a atividade nos próximos meses continuará baixa, já que, na comparação interanual, houve aumento do número de empresas reportando uma carteira de contratos abaixo do normal, o que explica o aumento das intenções de demissão nos próximos três meses. "A situação de carteira de contratos das empresas retrata bem o cenário setorial, pois todas as boas notícias que favorecem o setor não contribuíram para melhora dos negócios correntes, o que ainda deve demorar a acontecer", disse. O Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) do setor ficou em 64,2% em novembro, 0,7 ponto porcentual abaixo do resultado de outubro, menor nível desde junho deste ano (63,6%).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso