Diário da Região

23/10/2012 - 09h55min

Otimismo

Comércio já mira vendas de Natal

Otimismo

Edvaldo Santos Lojas de Rio Preto estão otimistas e já oferecem artigos natalinos para atrair o consumidor
Lojas de Rio Preto estão otimistas e já oferecem artigos natalinos para atrair o consumidor

O comércio de Rio Preto já começa a se preparar para o Natal e projeta aumento de até 30% nas vendas neste ano em relação a 2011. Nem mesmos os atuais índices de inadimplência parecem assustar os comerciantes, que apostam na melhor data do varejo. Para dar conta do aumento da demanda prevista, cerca de 3 mil pessoas devem ser contratadas temporariamente até dezembro, quando o comércio funciona em horário especial. As datas e horários não foram definidos.


O Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto (Sincomercio) projeta um aumento entre 5% e 6% nas vendas dos lojistas do Centro, em relação ao mesmo período do ano passado, mas entre os shoppings, a previsão de crescimento no movimento chega a 30%. Entre as razões para o otimismo, de acordo com a Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp), estão as medidas do governo como redução dos juros e do Imposto sobre Produção Industrial (IPI) para itens da linha branca.


Para a presidente da Acirp, Adriana Neves, a alta da inadimplência em Rio Preto está dentro da normalidade e, além disso, em setembro, foi motivada pela campanha realizada entre os lojistas para inclusão de dívidas antigas no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). “A Acirp vai ajudar tanto o empresário a receber de volta este valor quanto o consumidor a quitar esse débito e poder consumir com tranquilidade e responsabilidade para o Natal”, afirma. Para o consumidor, a entidade prepara a campanha Acertando suas Contas, em novembro, uma espécie de mutirão para reabilitação, que vai reunir grandes redes, lojas de diferentes portes e bancos.


“A inadimplência acaba não afetando o comércio, já que nesta época muitos optam pelo pagamento das contas em atraso, o que lhes permite acesso ao crediário novamente”, afirma o vice-presidente da entidade, Ricardo Arroyo. Além disso, o pagamento à vista, motivado pelo 13º salário a partir do mês que vem, e com o cartão de crédito otimizam o consumo.


Expectativas


A expectativa no Plaza Avenida Shopping é de um aumento de 30% nas vendas, de acordo com Carlos Madureira, gerente geral do empreendimento. As razões são o incremento natural do período e a campanha realizada pelo centro de compras. Como 90% das compras são feitas com cartão de crédito, a inadimplência também não provoca temores.


O Riopreto Shopping Center espera uma alta de 28% em relação ao mesmo período de 2011 e conta com extensa programação para receber os consumidores de Rio Preto e região. O primeiro Natal do Shopping Cidade Norte também é rodeado de expectativas positivas devido ao desempenho obtido desde a inauguração. Segundo a assessoria do centro de compras, os lojistas devem investir em boas formas de pagamento para facilitar o acesso aos bens e para que o consumidor honre seus compromissos. A aposta é a nova classe C da região.O Praça Shopping não divulgou sua previsão de vendas deste ano.


Campanhas


Como estímulo às vendas de fim de ano, os shoppings investem em campanhas com sorteio de prêmios, principalmente de carros. A Acirp também está preparando uma ação para atrair o consumidor, mas ainda não adiantou as informações sobre a campanha. No Riopreto Shopping Center haverá o sorteio de um carro BMW modelo 116i zero quilômetro. Para participar, os clientes devem apresentar R$ 350 em cupons, que podem ser cumulativos.


O Shopping Cidade Norte sorteia um New Fiesta zero quilômetro. A participação inclui gastos de R$ 100 e a resposta à pergunta “Qual o shopping mais novo da cidade?”. No Praça Shopping, a campanha prevê o sorteio de um Toyota Etios zero quilômetro. O consumidor precisa gastar R$ 150 para ganhar um cupom para concorrer ao prêmio. O Plaza Avenida Shopping informou que a campanha deste Natal já está definida, mas que ainda não pode ser divulgada. A empresa adiantou que será uma farta premiação.

Guilherme Baffi Lojas oferecem diversos artigos típicos para decoração natalina

Decoração está em exposição

As lojas que trabalham com artigos natalinos já começaram a preparar as vitrines para a melhor época de vendas do comércio. Por enquanto, os enfeites dividem espaço com flores artificiais, objetos de decoração e outras miudezas, mas depois de Finados, árvores de Natal, papais-noéis, bolas, pisca-pisca e outras novidades vão tomar conta das lojas. A ideia de antecipar as vendas desses objetos é atender ao consumidor que quer evitar correria e lojas lotadas e, mais do que isso, oferecer linhas de decoração aos lojistas que querem enfeitar seus empreendimentos. “Como atendemos no atacado e no varejo, temos muito produto para comerciantes”, afirma Susilene Cristina Marascalchi, do Shopping Nota 10. Segundo ela, já é possível encontrar árvores de led - que devem ser a sensação do ano - assim como outros enfeites, mas todo os produtos serão disponibilizados depois de Finados. Esses itens custam entre R$ 60 e R$ 170. “A expectativa para esse ano é muito boa, de alta entre 20% e 30% nas vendas em relação ao Natal do ano passado”, afirmou.A montagem das sessões de Natal nas lojas Real Atacado começou um dia depois da comemoração do Dia das Crianças. Duas das três lojas estão com todos os produtos disponíveis, apenas na festa que a variedade é menor. Entre as novidades deste ano, árvores nevadas e papais-noéis de 1,50 metro. Tudo com selo de origem chinês e preços estáveis em relação ao ano passado. “Temos uma variedade muito grande, com preços que começam abaixo de R$ 1 e seguem até R$ 800”, afirma a gerente Micheli Cristina dos Santos.E, para atrair o consumidor, principalmente aquele que não tem tempo, a loja venda árvores de Natal já decoradas. Há um profissional disponível só para isso. É possível escolher opções a partir de R$ 20, utilizadas para decorar a mesa. “Neste ano as compras foram 30% maiores do que no ano passado e é essa a expectativa de aumento de vendas”, afirmou.Na Duli, os primeiros itens começaram a chegar na última sexta-feira. As novidades deste ano, segundo o gerente André Bruzadin, são as cores. Ao lado dos tradicionais tons vermelho, verde, dourado e prata, surgem laranja, café e marrom, principalmente nos enfeites. “O histórico do ano nos faz otimista e aponta um crescimento de 15% neste ano”, afirma. Bruzadin afirma que todas as encomendas já foram feitas e que até o fim da semana 70% da loja já esteja com cara de Natal. “Contratamos duas pessoas para o período”, diz ele.

Edvaldo Santos Ana Paula foi contratada como temporária, mas quer ser efetivada

Lojas selecionam empregados temporários

Esse período do ano é uma boa oportunidade para aquele trabalhador que está desempregado, busca uma inserção no mercado de trabalho ou mesmo para o jovem que quer experiência. Entre as lojas do Centro e dos shoppings, segundo as entidades representativas do comércio, 3 mil pessoas devem ser contratadas.As principais funções disponíveis no comércio são para vendedor e atendente. “É neste período que o jovem consegue uma oportunidade de emprego, podendo ser efetivado. Esta época funciona como um treinamento para a efetivação”, afirma Ricardo Arroyo. E quem busca uma oportunidade precisa estar de olho em qualificação. Além disso, uma boa apresentação ajuda a contar pontos frente aos concorrentes. “Neste período, as lojas não pedem experiência, o que é ótimo para jovens que procuram seu primeiro emprego e para aqueles que estão há bastante tempo fora do mercado de trabalho. Mas o profissional mais procurado é aquele que quer trabalhar, que tem vontade”, diz Adriana Neves.Ana Paula Moreira Bergo, 21 anos, é uma das dez pessoas que foram contratadas temporariamente neste ano na loja Real Atacado. Ela começou a trabalhar no último dia 5 e tem contrato previsto para três meses, mas seu grande desejo é ser efetivada. Atualmente, desempenha funções de vendedora, caixa e repositora de estoque. “Estou muito feliz, me empenhando ao máximo para conseguir ser efetivada.” Esse é o segundo emprego de Ana Paula, que estava desempregada há três meses e queria aumentar a renda depois do casamento. Com experiência no setor, diz que gosta de trabalhar no comércio e com público. “É uma oportunidade que não se pode perder”, disse. ShoppingsOs shoppings são os principais contratantes do comércio neste período. Ao todo, os quatro centros de compras da cidade devem contratar 2.380 pessoas. No Riopreto Shopping, a previsão é gerar 1,1 mil vagas temporárias até a primeira quinzena de dezembro em função do Natal, chegada das coleções primavera/verão, abertura de novas lojas. De acordo com a Associação de Lojistas, as contratações para atender ao aumento de clientes começaram neste mês. Os interessados devem deixar os currículos impressos na Associação dos Lojistas, que recolhe e distribui esse tipo de material entre os associados. Não são aceitos currículos por e-mail e, quem não tiver pode ir à associação e preencher uma ficha. Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone (17) 3227-1033.O recém-inaugurado Shopping Cidade prevê a abertura de 650 postos de trabalho temporários, das quais a maior parte é para vendedores e caixas. Os interessados devem se cadastrar pela internet, no site www.shoppingcidadenorte.com.br. Basta procurar o link Fale Conosco e, em seguida, o campo Trabalhe Conosco para cadastrar os currículos.No Plaza Avenida, a expectativa é a geração de cerca de 500 empregos temporários, o que representa um acréscimo de 30% no número atual de empregos fixos. A seleção já começou e os interessados podem levar os currículos até a administração do local, no terceiro piso.O período de contratações no Praça Shopping deve começar na segunda quinzena de novembro, porém, devido à falta de profissionais com experiência no mercado, alguns lojistas estão se antecipando e selecionando profissionais a partir de agora. A projeção é de abertura de 130 vagas neste ano. Quem estiver interessado em uma oportunidade deve se cadastrar no site www.pracashopping.com.br, enviar o currículo por e-mail para pracashopping@pracashopping.com.br ou ainda entregar diretamente nas lojas. Gravidez Mas para nem todos os trabalhadores essa pode ser uma boa época, especialmente para as mulheres, em função da estabilidade gerada inclusive no período de trabalho temporário às que engravidarem. “Para muitos lojistas, o sexo feminino passa a ser escolhido com mais cuidado, uma vez que a mulher que deseja o trabalho como forma de estabilidade pode usufruir dos diretos da maternidade ainda durante o contrato de experiência”, afirma Arroyo. Para Adriana, essa questão tem dois lados: a colaboradora ganha porque tem essa garantia e até acaba se dedicando mais ao trabalho, mas isso pode restringir contratações. “A gravidez de uma temporária pode até resultar numa demissão de um outro colaborador efetivo, caso o empresário não tenha condições de manter mais um funcionário na loja”, afirma.

   

Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso