X
X

Diário da Região

31/08/2015 - 15h59min

Brasília

Centrais sindicais vão propor 11 temas de debate ao governo

Brasília

As centrais sindicais vão divulgar nesta segunda-feira, 31, uma nota conjunta ao governo com reivindicações sobre o fórum de debates sobre Trabalho e Previdência, que o governo Dilma Rousseff vai instalar na próxima quarta-feira, 02. Os presidentes das seis entidades (CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB) afirmam que "não permitirão" ataques aos direitos e tentativas de mudanças que "prejudiquem a classe trabalhadora". No documento, a que a reportagem teve acesso, os sindicalistas propõem 11 temas de debate ao governo - nenhum deles envolve mudanças na Previdência Social, que são justamente as medidas que o governo tem preparado para apresentar aos sindicalistas. O governo quer reduzir seus gastos com a aposentadorias pelo INSS. Há planos de instituir idade mínima para aposentadoria e também, como revelou a reportagem na semana passada, a elevação do prazo mínimo de 12 para 24 meses de contribuição ao INSS para ter acesso à aposentadoria por invalidez, além de medidas para qualificar o trabalhador beneficiado pelo auxílio doença. Na semana passada, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, confirmou que o governo tem "medidas prontas" para apresentar aos sindicalistas e empresários (que também fazem parte do fórum que será instituído) com mudanças nas Previdência. As centrais sindicais, no entanto, querem discutir outros assuntos. Entre os 11 pontos apresentados na nota estão: combate à inflação, redução da taxa básica de juros, aumento do investimento público e privado em infraestrutura, "política cambial que incentive a produção e a competitividade do produto nacional, especialmente o industrial" e "fortalecimento do Ministério do Trabalho visando o incentivo ao diálogo e melhorias na fiscalização". Assinam a nota os presidentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), ligada ao PT, da Força Sindical (Solidariedade e PDT), da União Geral dos Trabalhadores (UGT), com integrantes ligados ao PSD e ao PV, e também os líderes da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), braço sindical do PC do B e do PSB, da Central de Sindicatos Brasileiros (CSB), ligada ao PMDB, e a Nova Central (NCST).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso