X
X

Diário da Região

05/10/2015 - 17h35min

São Paulo

Carga de energia cai 3% em setembro e já acumula retração de 0,6% em 12 meses

São Paulo

Os indicadores de carga de energia do Sistema Interligado Nacional (SIN) voltaram a apresentar retração em setembro, de acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS) elétrico. A carga do mês passado totalizou 63.279 MW médios, queda de 3% em relação a setembro de 2014. O resultado ajustado, que exclui o efeito de fatores fortuitos e não econômicos sobre a carga, encolheu 2,9% em igual base comparativa. A carga é calculada a partir da soma de toda a energia movimentada no sistema elétrico e difere do volume de energia consumida em função das perdas existentes na rede. Com a nova retração em setembro, o indicador de carga no SIN acumula queda de 0,6% nos últimos 12 meses encerrados no último mês analisado pelo ONS. Este é o pior resultado reportado para o acumulado anual de 2015. Até julho, o número consolidado em 12 meses apontava elevação, mas em agosto houve reversão na tendência e a carga passou a cair 0,1% em 12 meses. Em setembro, a variação negativa se intensificou. Os números de setembro confirmam a tendência de queda da demanda por energia nos submercados Sudeste/Centro-Oeste (SE/CO) e Sul. Na comparação entre meses de setembro, a carga da região SE/CO encolheu 4,1% e totalizou 37.008 MW médios. No Sul, a queda foi ainda maior, de 7,1%, para um total de 10.271 MW médios. Em função da queda do indicador na região Sul, a carga do Nordeste se tornou provisoriamente a segunda mais relevante do País, com um total de 10.385 MW médios. Em setembro, a carga cresceu 1,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Já na região Norte circularam 5.615 MW médios no SIN, volume 4,6% superior ao apurado em setembro do ano passado. De acordo com o ONS, a queda da carga reflete o baixo desempenho da indústria, efeito suficiente para compensar a ocorrência de temperaturas mais elevadas em setembro deste ano, em relação a igual período de 2014. Na região Sudeste/Centro-Oeste, a indústria responde por aproximadamente 60% da carga que circula pelo SIN. Outro fator que desestimula o consumo de energia é o atual preço mais elevado das tarifas. No acumulado de 12 meses encerrados em setembro, a carga da região Sudeste/Centro-Oeste apresenta queda de 2%. Na região Sul, por outro lado, o indicador ainda apresenta expansão, de 0,5%. O Nordeste apresenta alta de 3,8% e a região Norte tem queda de 0,7%.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso