X
X

Diário da Região

28/08/2015 - 14h57min

Porto Alegre

Braga confirma que governo vai reavaliar condições de leilão de transmissão

Porto Alegre

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, confirmou que, dada a baixa adesão ao leilão de linhas de transmissão, ocorrido esta semana, o governo terá que reavaliar as condições oferecidas no edital. No pleito, apenas quatro das 11 linhas ofertadas receberam lotes. "A grande expectativa é de que tenhamos tempo para ajustar e aprovar isso dentro do Tribunal de Contas da União (TCU) antes do próximo leilão previsto", disse a jornalistas em Porto Alegre, onde participa de um encontro com empresários. Segundo o ministro, na próxima semana haverá uma reunião entre MME e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com estudos em mãos, para tratar do tema. Braga explicou que o mecanismo de retorno da taxa de remuneração de capital das linhas de transmissão já sofreu uma "majoração expressiva" que inclusive foi questionada pelo TCU há dois meses. "Nós explicamos que aquela majoração era necessária para termos expectativa para o leilão. O que estamos percebendo neste momento é que talvez este ajuste tenha que ter ainda um passo maior, em função de duas coisas basicamente - o crédito está mais escasso e está mais caro", argumentou. "Percebemos que efetivamente é necessário um ajuste maior." Nesta quinta-feira, 27, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, já havia dito que o governo deveria reavaliar as condições oferecidas no edital. Hoje, Braga também disse que a demora na obtenção de licenciamentos para as obras também é um ponto negativo que precifica risco, o que contribui para diminuir a atratividade dos leilões deste segmento. "Temos um retardo nas obras de linha de transmissão da ordem de 42 meses basicamente por problemas de licenciamento de diferentes tipos", falou. De acordo com o ministro, uma das questões mais levantadas pela iniciativa privada é a necessidade da regulamentação na Constituição de um "atalho" para os licenciamentos. "Estamos tentando fazer com que isso se agilize, foi criada uma comissão no Senado e nós tentaremos fazer com que este seja um dos itens prioritários da chamada Agenda Brasil, em discussão no Congresso. Isso vai criar um novo ambiente para 2016", revelou.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso