X

Diário da Região

01/08/2014 - 12h34min

São Paulo

Bradesco prevê maior procura por crédito no 2º semestre

São Paulo


A demanda por crédito deve melhorar no segundo semestre, aumentando o consumo de linhas pré-aprovadas no Bradesco, segundo Luiz Carlos Angelotti, diretor executivo do banco. Para pessoa física, a instituição tem R$ 60 bilhões em empréstimos liberados e que ainda não foram utilizados. Para aspessoas jurídicas, há disponível quase R$ 28 bilhões para pequenas e médias empresas com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões. Somente 10% dessa cifra foi utilizada.

"Pouco foi consumido das linhas pré-aprovadas, mas a demanda deve melhorar no segundo semestre. O banco vem investindo na qualidade da análise de crédito uma vez que 97% de toda análise feita é sem presença humana, em tecnologia e na qualidade dessas ferramentas", disse Angelotti, em teleconferência com a analistas e investidores, na manhã desta sexta-feira, 01.

O segmento de micro, pequenas e médias empresas representou 25,8% da carteira de crédito do Bradesco no segundo trimestre, de R$ 435,2 bilhões. De abril a junho, os empréstimos para este segmento recuaram 0,5% ante os três meses imediatamente anteriores, para R$ 112,180 bilhões. Em um ano, porém, foi visto aumento de 3,7%.

O executivo lembrou que, na segunda metade do ano, o volume de investimentos por parte das empresas aumenta num esforço de complementar os estoques para atender a demanda de fim de ano. Isso, segundo ele, deve impulsionar o crescimento dos empréstimos para pessoa jurídica, principalmente, PMEs.

Além disso, é esperado na pessoa física um maior volume de operações com cartões de crédito, o que também deve contribuir positivamente para o crescimento da carteira de crédito do Bradesco. Angelotti disse que no primeiro semestre o desempenho nesta linha foi menor que o esperado. As operações de cartão de crédito cresceram 2,2% de abril a junho ante os três meses imediatamente anteriores, para R$ 23,793 bilhões. Em um ano, o aumento foi de 12,5%.

O Bradesco reafirmou que deve alcançar a meta fixada de crescimento para a carteira de crédito em 2014, de de 10% até 14%. Na quinta-feira, 31 de julho, quando o banco divulgou seus resultados referentes ao segundo trimestre do ano, o presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, disse que a instituição não trabalha com possibilidade de revisão na meta para baixo e que os empréstimos devem crescer ao menos 10% neste ano.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso