X

Diário da Região

03/06/2015 - 18h23min

Nova York

Bolsas sobem em NY, com dados positivos dos EUA e negociações sobre Grécia

Nova York

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quarta-feira, 3, mas recuaram um pouco de suas máximas no dia, após dados positivos dos Estados Unidos e em meio às negociações entre a Grécia e seus credores internacionais. O dia foi de negociações mais calmas, com a manutenção da tendência de alta nas ações. O índice Dow Jones subiu 64,33 pontos (0,36%), para 18.076,27 pontos. Durante o pregão, o Dow Jones chegou a subir até 156 pontos. O Nasdaq avançou 22,71 pontos (0,45%), para 5.099,23 pontos, enquanto o S&P 500 teve alta de 4,47 pontos (0,21%), para 2.114,07 pontos. O que retirou parte dos ganhos dos índices foi o movimento das ações do setor de concessionárias, em queda enquanto o juro da T-note de 10 anos subia ao seu nível mais alto desde novembro. As concessionárias, que vinham sendo uma opção popular diante do ambiente de juros baixos, por causa de seus pagamentos de dividendos regulares, tiveram o pior desempenho no S&P 500, em queda de 1,5%. As companhias do setor de energia também caíram, acompanhando os preços do petróleo. Nos últimos pregões, as ações dos EUA se movimentaram pouco. No último mês, o Dow Jones e o S&P 500 subiram 0,3%, e os volumes negociados nas últimas sessões têm sido muito baixos. Entre os principais indicadores de hoje, a ADP informou que os EUA geraram 201 mil empregos em maio, abaixo da previsão de 215 mil, mas acima dos 165 mil criados no mês anterior. O déficit comercial dos EUA recuou para US$ 40,88 bilhões em abril, ante previsão de US$ 44,1 bilhões dos economistas ouvidos pelo Wall Street Journal. Nesta sexta-feira, o mercado aguarda pela divulgação do relatório mensal de empregos dos EUA de maio. Os indícios sobre a saúde econômica dos EUA são de crescente importância para os investidores, que buscam descobrir quando o Federal Reserve começará a subir os juros. Entre as empresas em foco, a Wendy's informou que planeja recomprar US$ 1,4 bilhão em ações até o fim de 2016 e elevou sua meta de crescimento da receita. As ações subiram 3,3%. A varejista Vera Bradley registrou prejuízo no primeiro trimestre e divulgou perspectivas piores para mais adiante, levando a ação a cair 14%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso