X
X

Diário da Região

03/12/2015 - 17h02min

São Paulo

Bolsas europeias fecham em forte queda após decepção com estímulos do BCE

São Paulo

O mercado acionário europeu fechou em forte queda nesta quinta-feira, 3, registrando a pior sessão em mais de três meses, com o anúncio de estímulos do Banco Central Europeu (BCE) ficando aquém das expectativas do mercado. O índice pan-europeu Stoxx 600 despencou 3,14%, para 372,11 pontos, sua pior performance desde 21 de agosto, de acordo com informações da FactSet. As ações das empresas de petróleo e gás, mineração e telecomunicações foram as que mais perderam, e nenhum setor fechou em alta. O movimento veio na esteira do anúncio do presidente do BCE, Mario Draghi, que disse que a autoridade monetária estenderia seu programa de compras mensais de bônus - conhecido como relaxamento quantitativo - em pelo menos seis meses, até março de 2017, e deixaria uma porta aberta para uma extensão. Havia a expectativa que a compra de bônus seria estendida para além de setembro de 2016. O banco central ainda cortou sua taxa de depósito para território negativo (-0,3%). Havia a expectativa de que o corte fosse para -0,4%. "Nós não temos certeza do porquê, tendo prometido tão recentemente focar os riscos externos para a economia da zona do euro, o BCE estava disposto a decepcionar os mercados desta maneira", disse Alastair George, estrategista-chefe da Edison Investment Research. Como resultado, o euro disparou. Às 16h50 do horário de Brasília, a moeda do bloco subia a US$ 1,0927, de US$ 1,0618, no fim da tarde de ontem. A moeda impactou as exportadoras do continente, e com isso o índice DAX da bolsa de Frankfurt, na Alemanha, fechou em forte queda (-3,58%), para 10.789,24 pontos. A Daimler viu suas ações recuarem 5,39% e a BMW perdeu 4,92%. Já a farmacêutica Bayer perdeu 5,43%. O índice FTSE 100 da bolsa de Londres caiu 2,27%, e fechou na mínima, aos 6.275,00 pontos. No terreno das perdas está a varejista Next (-1,00%), a Associated British Foods (-3,36%), a BP (-3,52), a BHP Billiton (-3,32%) e a Anglo American (-2,69%). A bolsa de Paris também fechou na mínima e caiu 3,58%, para 4.730,21 pontos. As ações da Air France recuaram 2,82%, a Airbus despencou 5,27%, a Accor perdeu 2,08% e a Total recuou 4,68%. Na Itália, a bolsa de Milão fechou na mínima, e caiu 2,47%, para 21.995,71 pontos; a bolsa de Madri caiu 2,41%, para 10.092,90 pontos; e a bolsa de Lisboa fechou em queda de 1,87%, a 5.285,47 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso