X
X

Diário da Região

06/11/2015 - 16h47min

São Paulo

Bolsas europeias fecham em alta, impulsionadas pelo enfraquecimento do euro

São Paulo

As bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, 6, e registraram ganhos na semana, com o tombo do euro após a divulgação do relatório de emprego dos Estados Unidos - que veio mais forte que o esperado e impulsionou o desempenho das exportadoras. O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,35%, para 379,95 pontos. Na semana, o aumento foi de 1,2%. Grande parte dos ganhos vem da Alemanha, que se beneficiou da queda do euro. A moeda registrou o menor patamar em seis meses na comparação com o dólar. Às 16h28 (horário de Brasília), o euro caia 1,42%, para US$ 1,072, pressionado pela notícia de que a economia norte-americana criou 271 mil empregos em outubro. A previsão de economistas consultados pela Dow Jones Newswires era de aumento de 183 mil postos de trabalho. O dólar ganhou força com as expectativas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) pode aumentar as taxas de juros ainda neste ano. O enfraquecimento do euro torna os preços dos bens europeus mais baixos para compradores de outras regiões. A economia alemã, que é orientada para a exportação, é a maior do continente. Com isso, a bolsa de Frankfurt avançou 0,92%, aos 10.988,03 pontos. Entre os papéis que mais subiram, estão os da companhia aérea Lufthansa, que viu suas ações avançarem 1,49%, depois da notícia de que o começo da greve dos pilotos atingiu apenas 10% dos voos da empresa. A Daimler subiu 1,93%, após reportar um aumento de 10% nas vendas de automóveis da marca Mercedes em outubro. Na contramão da tendência de alta da maioria das bolsas da Europa, a bolsa de Londres fechou em queda de 0,17%, aos 6.353,83 pontos. Ontem o banco central do Reino Unido (BoE, na sigla em inglês) manifestou preocupação de que a desaceleração da economia da China está respingando em outros mercados emergentes e, consequentemente, atingindo as perspectivas para a economia britânica. Entre os maiores recuos, está a BHP Billiton. As ações da mineradora anglo-australiana registraram a maior queda entre os papéis listados no principal índice da bolsa. Os papéis da companhia que é dona de 50% da Samarco, operadora da barragem rompida ontem em Mariana (MG), recuaram 5,71%. A Anglo American perdeu 1,72%. A bolsa de Paris subiu 0,08%, para 4.984,15 pontos. A Saint Gobain subiu 3,51% e a Société Generale ganhou 2,85%. No terreno das perdas está a Sanofi, que viu seus papéis recuarem 6,84% depois de a companhia afirmar que não espera nenhum lucro significante nos próximos dois anos. Na Itália, a bolsa de Milão fechou na máxima e subiu 1,38%, para 22.529,94 pontos; a bolsa de Madri fechou em alta de 0,21%, aos 10.453,20 pontos; e a bolsa de Lisboa recuou 0,28%, para 5.495,88 pontos. (Com informações Dow Jones Newswires)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso