X
X

Diário da Região

24/03/2016 - 14h47min

São Paulo

Bolsas europeias fecham a semana em queda, com petróleo e atentados em Bruxelas

São Paulo

As principais bolsas da Europa encerraram o pregão e a semana em queda, pressionadas pela baixa do petróleo e em meio à cautela dos investidores antes do feriado de Páscoa. Os mercados do continente só voltam a operar na terça-feira. A semana foi de agenda fraca de indicadores e eventos, o que ocasionou baixa liquidez nos mercados. Desta forma, os investidores do continente basearam as negociações nas oscilações dos preços das commodities e na aversão ao risco após os atentados em Bruxelas. O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou a sessão desta quinta-feira, 24, em queda de 1,34% , aos 335,51 pontos. A baixa semanal foi de 1,81%. Na sessão desta quinta-feira, mais uma vez a queda do petróleo levou para baixo os papéis das empresas do setor. A commodity energética opera em baixa pressionada pela forte alta dos estoques nos Estados Unidos, reportada ontem, e pela valorização do dólar. "Os mercados de petróleo parecem ter redescoberto que há estoques em excesso, o que, por várias razões, não parece ser a questão central nas últimas cinco semanas", escreveu Chris Beauchamp, analista de mercado sênior da IG, em nota enviada a clientes. Os papéis das petroleiras BP caíram 0,77%, os da Royal Dutch Shell cederam 1,12% e os da Total perderam 1,70%, arrastando para baixo os índices em que são negociados. Houve queda de ações de empresas ligadas a commodities, como a Rio Tinto (-1,60%), BHP Billiton (-2,15%) ArcelorMittal (-2,79%) e LafargeHolcim (-3,00%). A bolsa de Londres fechou em 6.106,48 pontos (-1,49%), acumulando baixa semanal de 1,34%. A bolsa de Paris terminou em 4.329,68 pontos (-2,13%), com perda de 2,98% na semana. A baixa de companhias industriais também pesaram sobre a bolsa de Frankfurt, que fechou em queda de 1,71%, aos 9.851,35 pontos, com baixa semanal de 1,00%. Os papéis da ThyssenKrupp caíram 1,94%. Em Milão, os investidores avaliaram negativamente os planos de fusão entre o Banco Popolare e o Banca Popolare di Milano, que pode criar a terceira maior instituição financeira da Itália. As ações dessas empresas caíram, respectivamente, -4,81% e -5,35%. O índice FTSE-Mib perdeu 1,61%, encerrando em 18.165,84 pontos, com baixa semanal de 2,39%. O índice IBEX-35, da bolsa de Madri, fechou com queda diária de 1,54%, aos 8.789,80 pontos, e perda semanal de 2,89%. A bolsa de Lisboa encerrou em baixa de 1,08% na sessão, aos 5.098,14 pontos, e recuo semanal de 1,44%. (Com Dow Jones Newswires)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso