X

Diário da Região

12/06/2015 - 15h03min

São Paulo

Bolsas europeias caem por impasse nas negociações de resgate da Grécia

São Paulo

As principais bolsas da Europa encerraram o pregão desta sexta-feira, 12, em queda pela primeira vez em três dias, em uma sessão ainda influenciada pelo anúncio de ontem da paralisação das negociações entre a Grécia e credores internacionais. O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu de forma constante ao longo do pregão e fechou em baixa de 0,92%, aos 389,38 pontos. A bolsa de Atenas caiu 5,92%, aos 774,46 pontos, devido à reviravolta nas negociações do resgate da Grécia, que fez com que os investidores fugissem do mercado. Os quatro principais bancos listados no índice Athex, Eurobank, Piraeus Bank, National Bank of Greece e Alpha Bank, caíram mais de 10%. Dessa maneira, a bolsa perdeu quase todos os ganhos do pregão do dia anterior, que havia fechado em alta de 8,2% antes do anúncio do Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre a paralisação das negociações. De acordo com analistas e investidores, a tensão na Grécia deve influenciar os mercados até que se chegue a um acordo. A pressão está agora sobre a Grécia, que deve elaborar um novo plano de reformas antes da reunião dos ministros de Finanças do Eurogrupo no dia 18 de junho. "Os comentários do FMI botaram um fim no que agora vemos que era um falso otimismo que parecia estar crescendo nos últimos dias", disse o estrategista do Deutsche Bank Jim Reid. "A Grécia e seus credores parecem estar longe de chegar a um consenso", comentou. A bolsa de Frankfurt também foi afetada pela crise na Grécia. O índice DAX caiu 1,20%, aos 11.196,49 pontos. Entre as ações, a BMW fechou em queda de 1,31%, apesar do relatório de maio apontar um aumento sólido nas vendas de veículos. Nesta sexta-feira, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediu que todos os envolvidos no resgate da Grécia voltassem à mesa de negociação. De acordo com jornal alemão Bild, a Alemanha está se preparando para um possível calote grego e a saída do país da zona do euro - o chamado "Grexit". A bolsa de Paris fechou em queda de 1,41%, aos 4.901,19 pontos, também influenciada pela tensão com a crise na Grécia. A multinacional Saint-Gobain fechou em queda de 1,81% após a companhia Sika rechaçar uma oferta pública de aquisição de US$ 3 bilhões feita pela empresa francesa. Em Londres, o índice FTSE-100 fechou em queda de 0,90%, aos 6.784,92 pontos. A multinacional de tecnologias sustentáveis Johnson Matthey foi a maior perdedora do dia, recuando 3,13%. A bolsa de Milão recuou 1,27%, encerrando em 22.877,81 pontos, a de Madri perdeu 1,13%, a 11.030,50 pontos, e a de Lisboa teve queda de 1,50%, a 5.761,12 pontos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso