X
X

Diário da Região

15/01/2015 - 20h14min

Nova York

Bolsas de NY encerram em queda pela quinta sessão consecutiva

Nova York


As bolsas de Nova York fecharam a quinta sessão consecutiva de queda, com os investidores reagindo ao balanços decepcionantes dos bancos, aos dados mistos da economia americana e à decisão do Banco Central da Suíça (SNB, na sigla em inglês) de alterar as regras de câmbio no país.

Nesta quinta-feira, 15, o índice Dow Jones fechou em queda de 0,61%, aos 17.320,71 pontos, acompanhado pelo S&P 500, que baixou 0,92%, para 1.992,67 pontos. O índice Nasdaq teve queda de 1,48%, para 4.570,82 pontos.

Os resultados reportados pelo Citigroup e pelo Bank of America (BofA) hoje e pelo JPMorgan ontem azedaram o humor dos investidores. As ações do Citigroup caíram 3,71% depois que a instituição anunciou lucro de US$ 350 milhões no quarto trimestre, abaixo dos US$ 2,46 bilhões do mesmo período de 2013, influenciado por despesas judiciais.

Já o Bank of America, segundo maior banco dos EUA em ativos, teve redução de 11,3% em seus lucros no quarto trimestre, para US$ 3,05 bilhões. Suas ações baixaram 5,24% nesta sessão.

Os papéis do JPMorgan também contabilizaram perda acentuada, de 3,20%, com os investidores ainda absorvendo o anúncio de ontem de redução no lucro líquido e nas receitas, devido sobretudo a despesas judiciais maiores que o previsto.

Os dados mistos da economia americana contribuíram para o movimento de aversão a risco, ao lançarem dúvidas sobre a recuperação do país. O Departamento do Trabalho dos EUA informou que os pedidos de auxílio-desemprego subiram para 316 mil na semana passada, atingindo o maior patamar dos últimos quatro meses e ficando acima da previsão dos analistas, de 295 mil solicitações no período.

Além disso, o índice de atividade industrial regional medido pelo Fed da Filadélfia apontou forte desaceleração, para 6,3 em janeiro, de 24,3 em dezembro. Leituras acima de zero indicam expansão da atividade. Por outro lado, o índice Empire State de atividade do Fed de Nova York subiu para 9,95, bem acima do nível esperado pelos analistas, de 4,5.

Embora tenha registrado deflação de 0,3% em dezembro, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) apresentou comportamento melhor que o esperado, já que os economistas previam queda de 0,4%. O núcleo do indicador, que exclui alimentos e energia, subiu 0,3% na mesma comparação, superando a previsão de alta de 0,1%.

Mais cedo, o BC suíço decidiu desancorar o câmbio, suspendendo a trava imposta quatro anos atrás em relação ao euro para proteger sua economia da crise financeira que atingia a Europa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso