X

Diário da Região

23/06/2015 - 18h09min

Nova York

Bolsas de Nova York fecham em leve alta

Nova York

As bolsas dos EUA fecharam em leve alta, com o índice Nasdaq encerrando em nível recorde pelo segundo dia consecutivo. O Russell 2000, de ações de pequena capitalização, também fechou em nível recorde. Os mercados europeus de ações voltaram a subir, ainda refletindo a esperança de que a Grécia chegue a um acordo com os credores internacionais. "Se tivermos um acordo sobre a Grécia, poderemos ter uma recuperação continuada. Mas eu acho, novamente, que o mercado vai perder fôlego. Historicamente, ele não avança muito no verão, e não vejo por que as coisas seriam diferentes neste ano", comentou Andrew Slimmon, da Morgan Stanley Wealth Management Global Investment Solutions. Vários indicadores foram divulgados pela manhã nos EUA: as encomendas de bens duráveis caíram 1,8% em maio e a queda de abril foi revisada para 1,5%, de 1,0%. Economistas previam para maio uma queda de 1%. O índice dos preços de casas da Agência Federal de Financiamento a Moradias (FHFA) subiu 0,3% em abril, após alta de 0,3% em março. O Índice de atividade industrial dos gerentes de compras (PMI, versão Markit) ficou em 53,4 em junho, de 54,0 em maio; a expectativa era de que ele ficasse em 54,0. As vendas de imóveis residenciais novos cresceram 2,2% em maio, para a média anualizada de 546 mil unidades; a expectativa era um crescimento de 1%, para a média anualizada de 522 mil. O índice de atividade industrial regional do Fed de Richmond subiu para 6 em junho, de 1 em maio; a expectativa dos economistas era de 4. O diretor do Federal Reserve Jerome Powell disse durante café da manhã promovido pelo Wall Street Journal que deverão acontecer duas elevações das taxas de juro de curto prazo neste ano; ele também afirmou que o mercado de ações não está dando sinais de estar vivendo uma bolha de preços. "No segundo trimestre do ano, acho que passaremos de imaginar sobre as taxas de juro para lidar, na realidade, com elevações das taxas. Acho que isso poderá ser sangrento para os mercados", disse o estrategista David Lafferty, da Natixis Global Asset Management. Entre os destaques da sessão estavam as ações da Green Dot, que subiram 40,56%, depois de a empresa renovar por mais cinco anos seu contrato para gerir os cartões de débito da Wal-Mart (-0,30%). As da Fitbit subiram 2,21%, na quarta sessão consecutiva de altas; elas começaram a ser negociadas na quinta-feira passada. No setor de telecomunicações, as ações da AT&T subiram 2,48%, após elevação de recomendação por analistas. O índice Dow Jones fechou em alta de 24,29 pontos (0,13%), em 18.144,07 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 6,13 pontos (0,12%), em 5.160,10 pontos. O S&P-500 fechou em alta de 1,35 ponto (0,06%), em 2.124,20 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso