X
X

Diário da Região

04/03/2015 - 16h08min

Nova York

Bolsas caem em NY com realização de lucros e dado sobre trabalho dos EUA

Nova York


As bolsas de Nova York estenderam as perdas da véspera e encerraram o pregão desta quarta-feira, 4, em queda, com o índice S&P 500 atingindo o menor patamar de fechamento em duas semanas. Em meio a um indicador fraco do mercado de trabalho nos EUA, os investidores enxergaram espaço para a realização de lucros recentes.

O índice Dow Jones encerrou o pregão com perdas de 0,58%, aos 18.096,90 pontos. O S&P 500 recuou 0,44%, aos 2.098,53 pontos. E o Nasdaq perdeu 0,26%, aos 4.967,14 pontos.

Pela manhã, a Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA) informou que o setor privado dos EUA criou 212 mil empregos em fevereiro, número abaixo da previsão de geração de 215 mil novas vagas. A divulgação aumentou a expectativa em torno do relatório mensal sobre o mercado de trabalho do governo dos EUA (payroll), que engloba também dados do setor público e será divulgado na sexta-feira.

"Nós agora queremos um número bom, mas não tão bom, para as bolsas continuarem a tendência de alta", afirmou o diretor de negociações internacionais da Cabrera Capital Markets, Larry Peruzzi.

O analista resumiu bem o dilema no qual se encontram os investidores americanos. Se por um lado eles esperam que os indicadores de mercado de trabalho mostrem que a economia norte-americana está em uma trajetória de recuperação, por outro eles desejam que os índices não venham muito fortes, já que poderiam pressionar a inflação e, consequentemente, fazer com que o Federal Reserve inicie mais cedo o aperto monetário.

A leitura fraca do mercado de trabalho abriu espaço para a realização de lucros recentes. Na segunda-feira, os índices Dow Jones e S&P 500 renovaram máximas históricas. No mesmo dia, o Nasdaq superou o nível de 5 mil pontos pela primeira vez desde em 15 anos.

No noticiário corporativo, a ExxonMobil anunciou planos de corte de investimentos em 12% este ano, para US$ 34 bilhões. As ações da companhia cederam 0,5%. Já os papéis da Abercrombie & Fitch, que reportou uma queda maior do que a esperada nas vendas em 2014, cederam 16%. Por outro lado, as ações da American Eagle Outfitters subiram 7,7% depois de informar o primeiro aumento da receita em um trimestre em dois anos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso