Diário da Região

05/07/2016 - 07h40min

Londres

BoE libera bancos para emprestar mais após vitória do Brexit

Londres

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) tomou hoje medidas numa tentativa de sustentar a economia do Reino Unido, após a recente e inesperada decisão do eleitorado britânico de votar pela retirada do país da União Europeia, alertando que a perspectiva para a estabilidade do sistema financeiro tornou-se "desafiadora". O Comitê de Política Financeira (FPC) do BoE anunciou hoje que decidiu reduzir as exigências de capital para bancos britânicos em 5,7 bilhões de libras (US$ 7,6 bilhões), numa iniciativa que deverá permitir às instituições financeiras elevar os empréstimos em 150 bilhões de libras (US$ 199 bilhões) a empresas e famílias. Ao mesmo tempo, o BoE não vai permitir o aumento de pagamentos de dividendos para acionistas de bancos. A decisão de reduzir o chamado colchão líquido contracíclico, de 0,5% para zero, reverteu uma decisão de aumentá-lo em março. Segundo o BoE, o colchão, que é uma camada extra de liquidez que costuma ser diminuída em momentos de incerteza, ficará zerado até pelo menos junho de 2017. "Essa ação reforça a visão do FPC de que todos os elementos dos substanciais colchões de capital e de liquidez que foram formados por bancos devem ser retirados, se necessário", afirmou o comitê, em comunicado que acompanhou seu relatório semestral sobre estabilidade financeira. O BoE disse "esperar fortemente" que os bancos sustentem a economia por meio da concessão de novos empréstimos após a votação a favor do Brexit, em plebiscito realizado em 23 de junho. O gesto do BoE marca a primeira medida de relaxamento monetário desde que seu presidente, Mark Carney, sugeriu na semana passada que o BC inglês agiria para impulsionar a economia britânica. Hoje, tanto o BoE quanto o próprio Carney disseram que tomarão as medidas que forem necessárias para garantir a estabilidade financeira. O BoE também avaliou que um período prolongado de incertezas causadas pelo Brexit poderá enfraquecer as economias da zona do euro e global. Os comentários de Carney na semana passada também geraram expectativas de que o BoE poderá cortar juros ou ampliar seu programa de compra de ativos nos próximos meses. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso
  • 05/07/2016 - 07h40min

    Londres

    BoE libera bancos para emprestar mais após vitória do Brexit

    Londres

    O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) tomou hoje medidas numa tentativa de sustentar a economia do Reino Unido, após a recente e inesperada decisão do eleitorado britânico de votar pela retirada do país da União Europeia, alertando que a perspectiva para a estabilidade do sistema financeiro tornou-se "desafiadora". O Comitê de Política Financeira (FPC) do BoE anunciou hoje que decidiu reduzir as exigências de capital para bancos britânicos em 5,7 bilhões de libras (US$ 7,6 bilhões), numa iniciativa que deverá permitir às instituições financeiras elevar os empréstimos em 150 bilhões de libras (US$ 199 bilhões) a empresas e famílias. Ao mesmo tempo, o BoE não vai permitir o aumento de pagamentos de dividendos para acionistas de bancos. A decisão de reduzir o chamado colchão líquido contracíclico, de 0,5% para zero, reverteu uma decisão de aumentá-lo em março. Segundo o BoE, o colchão, que é uma camada extra de liquidez que costuma ser diminuída em momentos de incerteza, ficará zerado até pelo menos junho de 2017. "Essa ação reforça a visão do FPC de que todos os elementos dos substanciais colchões de capital e de liquidez que foram formados por bancos devem ser retirados, se necessário", afirmou o comitê, em comunicado que acompanhou seu relatório semestral sobre estabilidade financeira. O BoE disse "esperar fortemente" que os bancos sustentem a economia por meio da concessão de novos empréstimos após a votação a favor do Brexit, em plebiscito realizado em 23 de junho. O gesto do BoE marca a primeira medida de relaxamento monetário desde que seu presidente, Mark Carney, sugeriu na semana passada que o BC inglês agiria para impulsionar a economia britânica. Hoje, tanto o BoE quanto o próprio Carney disseram que tomarão as medidas que forem necessárias para garantir a estabilidade financeira. O BoE também avaliou que um período prolongado de incertezas causadas pelo Brexit poderá enfraquecer as economias da zona do euro e global. Os comentários de Carney na semana passada também geraram expectativas de que o BoE poderá cortar juros ou ampliar seu programa de compra de ativos nos próximos meses. Fonte: Dow Jones Newswires.

    Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

    Di´rio Im&ocute;veis

    Di´rio Motors

    Esqueci minha senha
    Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

    Já sou assinante

    Para continuar lendo esta matéria,
    faça seu login de acesso:

    É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
    É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

    Assine o Diário da Região Digital

    Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

    Assine agora

    Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
    OUTROS PACOTES


    ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

    Cadastro Grátis
    Diário da Região
    Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
    Sexo
    Defina seus dados de acesso