X
X

Diário da Região

07/04/2015 - 14h04min

São Paulo

Batista, da JBS, diz que País passa por momento de ajuste que precisa ser feito

São Paulo

O CEO global da JBS, Wesley Batista, afirmou nesta terça-feira, 7, que o ajuste econômico promovido pelo governo federal precisa ser feito e que o pessimismo em relação a essas mudanças não tem se traduzido em menor demanda pelos produtos da companhia. A declaração foi dada pelo executivo durante palestra no 2º Brazil Investment Fórum, promovido pelo Banco Bradesco, em São Paulo. "Achamos que os ajustes serão feitos e que a direção é correta", afirmou Batista. "E não o temos sentido concretamente do lado da demanda. O pessimismo, na nossa avaliação, é maior que o reflexo que assistimos na demanda", disse. O empresário também citou que é favorável a uma agenda de reformas tributária e estrutural para o País, sem entrar em detalhes. O CEO da JBS afirmou que as condições macroeconômicas advindas do ajuste fiscal do governo, tais como a depreciação do câmbio e a retração do Produto Interno Bruto (PIB), devem afetar em igual medida as concorrentes do setor. "O que diferenciará as companhias é o quão eficiente cada uma é; o quão bem cada uma opera, e aí as oportunidades não faltam. Pelo contrário, estamos otimistas de que o Brasil terá oportunidades extraordinárias", reforçou. Expansão A JBS não tem plano de expandir suas atividades na China no médio prazo, afirmou Batista. A declaração foi dada em sessão do fórum de perguntas e respostas com analistas, em que o executivo foi questionado sobre a expansão da empresa na China e na Índia. Em sua resposta, Batista não citou especificamente os planos para o segundo país. "Não temos planos a médio prazo para a China", afirmou. "Achamos que há muito espaço na América do Sul, América Latina e Austrália antes de ir para a China." Batista também citou a América do Norte e a Europa como algumas das áreas de maior atenção para a administração da empresa. "Continuamos mais focados nas áreas em que já temos uma presença forte", disse. Batista ressaltou, ainda, que a companhia mantém sua estratégia de diversificação e continuará atuando em mercados de proteínas animais e outro produtos, com o foco para se tornar uma multinacional do ramo alimentício, e não somente uma produtora de carne bovina.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso