X
X

Diário da Região

12/01/2016 - 00h00min

Ganho real

Aposentadorias acima do mínimo aumentam 11,28%

Ganho real

Belisário NULL
NULL

Uma boa notícia para aposentados e pensionistas que ganham mais de um salário mínimo. O reajuste aprovado para os benefícios acima de R$ 880 pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será de 11,28%, o que representa um ganho real de 0,61%, considerando a inflação de 2015, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que ficou em 10,67%. Segundo o INSS, em Rio Preto, de acordo com a folha de pagamento de dezembro, são 40.011 beneficiários que recebem mais que um salário mínimo. O valor total dos benefícios é de mais de R$ 70,6 milhões.

O valor é referente à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado, divulgado na sexta-feira pelo IBGE. Ele serve de referência para a correção dos benefícios previdenciários. A portaria com a decisão dos ministérios do Trabalho e Previdência Social e da Fazenda foi publicada ontem no Diário Oficial da União (DOU) e já está em vigor. Apesar de o ganho real não parecer muito, o economista Hipólito Martins Filho considera o resultado justo. “Diante do cenário econômico atual, de crise e com a maioria das categorias de trabalhadores ativos com reajustes inferiores à inflação, só de ter um ganho real já é motivo para comemoração.”

 

Arte - Tabela de reajuste da aposentadoria - 12012016 Clique na imagem para ampliar

Uma das reclamações comuns aos aposentados que ganham mais de um salário mínimo é o fato de os reajustes ser inferiores aos do mínimo, o que estreita os ganhos com o passar dos anos. No entanto, este ano a diferença foi pequena. “Justo esse valor não é, principalmente se levarmos em conta o aumento que o custo de vida teve no último ano. Mas, considerando a situação da Previdência, que tem um rombo em seu caixa, a alta foi satisfatória”, diz Martins Filho.

O documento também estabelece que o teto da Previdência Social para 2016 é de R$ 5.189,82. Em 2015, o teto era de R$ 4.663,75. O valor foi definido aplicando o mesmo índice de reajuste utilizado para as aposentadorias. O reajuste eleva os gastos da Previdência Social em R$ 21,5 bilhões, segundo cálculos do Ministério do Trabalho e da Previdência Social. O impacto é maior do que os R$ 19,6 bilhões de crescimento das despesas públicas com o aumento de 11,68% para as aposentadorias e pensões de um salário mínimo.

Contribuição

A portaria publicada também trouxe a tabela com as alíquotas de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso: 8% para aqueles que ganham até R$ 1.556,94; de 9% para quem ganha entre R$ 1.556,95 e R$ 2.594,92; e de 11% para os que recebem entre R$ 2.594,93 e R$ 5.189,89.

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso