X
X

Diário da Região

20/04/2015 - 15h57min

São Paulo

Anef prevê queda de 9,4% no saldo de financiamento de carros e motos

São Paulo

Após cair 7% em 2014, o saldo de financiamento de veículos e motos deverá recuar 9,4% em 2015 em relação ao ano passado, prevê a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef). A entidade utiliza dados do Banco Central e projeta que o saldo total envolvendo bancos de montadoras e de varejo será de R$ 192,7 bilhões, ante R$ 212,7 bilhões em 2014. A associação também estima que serão liberados R$ 117 bilhões neste ano para financiamentos de carros e motos, montante 1,7% menor do que os R$ 119 bilhões do ano passado. Na avaliação da Anef, essas quedas serão reflexo principalmente do ajuste fiscal em andamento. "Iniciamos um período de ajustes estruturais na política macroeconômica que impactarão o setor automobilístico", afirmou o presidente da associação, Décio Carbonari, em nota à imprensa. Ele pondera, no entanto, que, após um primeiro momento de insegurança, as medidas devem gerar um cenário alicerçado em fundamentos mais seguros, "com tendência de retomada do crescimento". Fevereiro Em fevereiro, os saldos das carteiras de crédito para aquisição de veículos por pessoas físicas e jurídicas totalizaram R$ 208 bilhões, quedas de 1,1% em relação a janeiro e de 7,2% ante o mesmo mês do ano passado. Com o resultado, o saldo correspondia a 4% do PIB em fevereiro, menor do que os 4,6% no mesmo período do ano passado. Representava ainda 6,9% do total do crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e 13,3% do total das operações de crédito em recursos livres. A maior parte dos financiamentos das carteiras de veículos ficou na modalidade CDC (Crédito Direto ao Consumidor). Em fevereiro, o saldo foi de R$ 200,2 bilhões, o que corresponde a recuo de 1,% na variação mensal e queda de 5,3% em um ano. O saldo de leasing, por sua vez, ficou em R$ 7,8 bilhões no segundo mês do ano, o equivalente a retração de 3,7% no mês e queda de 38,6% na comparação com igual mês do ano passado. No bimestre, o total de recursos liberados foi de R$ 15,5 bilhões, recuo de 13,1% em relação a igual período de 2014. A maior parte desses recursos foi liberada para CDC, R$ 15,096 bilhões, retração de 13,5% em 12 meses. Só em fevereiro, o total liberado para CDC foi de R$ 6,6 bilhões, quedas de 22,4% em relação a janeiro e de 19,6% na variação anual. Já o leasing ficou com R$ 169 milhões do total liberado em fevereiro, acumulando R$ 449 milhões no bimestre (alta de 0,7% em um ano).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso