X
X

Diário da Região

10/03/2015 - 09h52min

São Paulo

Alta do dólar já afetou vendas de importados, diz Abeifa

São Paulo


O presidente da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa), Marcel Visconde, avaliou nesta terça-feira, 10, que a queda de 32,5% nas vendas de veículos importados novos em fevereiro ante igual mês do ano passado foi consequência principalmente do "baixíssimo" índice de confiança do consumidor brasileiro e do "overshooting" do dólar nos últimos 60 dias. Ele citou também o menor número de dias úteis em fevereiro, por conta do carnaval, como um dos fatores negativos.

Em entrevista coletiva para comentar os resultados de fevereiro, o executivo destacou que o nível de confiança do consumidor chegou ao menor nível desde 2001, frente à falta de perspectivas positivas para a economia. "Não existem indicadores que vislumbrem otimismo", disse. Ele ressaltou ainda que a alta do dólar, que subiu quase 20% nas últimas três semanas, também "sangra" para o importador brasileiro. "Como hoje o mercado não absorve esse aumento, ficamos em situação incômoda", afirmou.

O presidente da Abeifa comentou que o repasse da moeda norte-americana para o preço foi "muito pequeno" até agora, mas reconheceu que ele se tornará inevitável quando os estoques atuais se reduzirem. De acordo com o executivo, está difícil saber qual será a cotação do dólar nos próximos meses. Ele arriscou, porém, que a tendência é de alta. Sob o argumento que não há sinais de melhora da conjuntura econômica, Visconde reconhece que as demissões "não estão longe do radar" das concessionárias de importados no Brasil, "nem a redução de estrutura". O executivo ponderou, contudo, que a intensidade desse movimento vai variar por associado.

A previsão da entidade é que os emplacamentos de automóveis e comerciais leves importados novos deverão totalizar 84.300 unidades em 2015, queda 10% na comparação com as 93.683 licenciadas no ano passado. Desta forma, os importados deverão manter o nível de participação no mercado brasileiro "em torno de 3%", contra 2,9% em 2014.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso