X
X

Diário da Região

18/12/2015 - 10h10min

Rio

Alimentação e bebidas sobem 2,02% no IPCA-15, maior impacto no mês, revela IBGE

Rio

O grupo alimentação e bebidas acelerou o ritmo de alta no fim do ano, passando de 1,05% em novembro para 2,02% em dezembro, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgados nesta sexta-feira, 18, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi o maior impacto de grupo na inflação do mês, o equivalente a uma contribuição de 0,50 ponto porcentual para a taxa de 1,18% do IPCA-15 de dezembro. Neste mês, subiram os preços de vários itens importantes na despesa das famílias, como a cebola (26,28%), batata-inglesa (18,13%), tomate (17,60%), açúcar refinado (13,74%) e cristal (13,64%), feijão-carioca (5,60%), hortaliças (5,05%), frutas (4,90%) e óleo de soja (4,78%). O grupo transportes aumentou de 1,45% em novembro para 1,76% em dezembro, uma contribuição de 0,32 ponto porcentual para a inflação de dezembro. Os dois grupos juntos foram responsáveis por 69% do IPCA-15 do último mês do ano, ou 0,82 ponto porcentual. Combustíveis Os preços dos combustíveis subiram 3,41% em dezembro, segundo os dados do IPCA-15. O item liderou o ranking dos principais impactos individuais sobre a inflação do mês, uma contribuição de 0,18 ponto porcentual para a taxa de 1,18% do IPCA-15 de dezembro. O litro da gasolina ficou 2,69% mais caro em dezembro, o equivalente a um impacto de 0,11 ponto porcentual para o IPCA-15, enquanto o etanol subiu 7,14%, uma contribuição de 0,07 ponto porcentual. Também houve destaque para a alta de 36,54% nas passagens aéreas em dezembro, que o IBGE ressaltou ser um movimento sazonal. Como resultado, o grupo transportes registrou aumento de 1,76% em dezembro. Energia elétrica A tarifa de energia elétrica subiu 0,95% em dezembro, segundo os dados do IPCA-15. Houve impacto, sobretudo, da alta de 8,34% na conta de luz da região metropolitana do Rio de Janeiro, onde as tarifas de uma das concessionárias foram reajustadas em 16%, desde o dia 7 de novembro. No ano de 2015, o grupo habitação registrou a maior variação por grupo: alta de 18,51%.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso