Diário da Região

13/07/2010 - 07h00min

Combustíveis

Álcool tem alta de 30% em postos de Rio Preto

Combustíveis

Edvaldo Santos O preço do álcool só é competitivo se representar até 30% do valor da gasolina
O preço do álcool só é competitivo se representar até 30% do valor da gasolina

O motorista foi surpreendido ontem por uma alta generalizada no preço do álcool nos postos de Rio Preto. Em estabelecimentos em que o combustível era encontrado até domingo a R$ 0,999 o litro, ontem o preço subiu a R$ 1,299, alta de 30%. Apesar do reajuste expressivo, o valor do álcool ainda compensa em relação ao da gasolina em Rio Preto. O preço do etanol só é competitivo em relação ao derivado do petróleo se o preço do primeiro for até 70% do segundo, uma vez que o consumo médio de etanol em um veículo com motor flex é, em média, 30% menor que o da gasolina. Até sexta-feira passada, segundo a ANP, o menor valor da gasolina vendida em Rio Preto era de R$ 2,299. A este valor, o álcool compensa a até R$ 1,609 o litro.


Com o reajuste, o motorista que utiliza em média 50 litros do combustível por semana terá de desembolsar R$ 60 a mais por mês para manter o mesmo ritmo de consumo. A R$ 0,999, o custo mensal era de R$ 199,80, que agora passará a R$ 259,80 com o preço de R$ 1,299. A R$ 1,299 o litro, o valor mais praticado no mercado rio-pretense volta ao nível de 7 e abril. O valor é maior até que o preço máximo praticado na semana passada - levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP), realizado entre os dias 4 e 10 deste mês, apontou que o etanol era encontrado em Rio Preto ao preço máximo de R$ 1,099.


Atacado


O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) divulgou ontem que o indicador diário do etanol hidratado fechou ontem em R$ 857,50 por metro cúbico (mil litros), alta de 4,38% ante os R$ 821,50 o metro cúbico de quinta-feira, dia 8. O valor do indicador diário para o hidratado do Cepea considera a média aritmética dos preços praticados nos negócios feitos no dia com o combustível produzido em destilarias do Centro-Sul do Brasil e entregue em distribuidoras de Paulínia (SP), com o frete incluso. O Cepea apura ainda os negócios em outras bases importantes de recebimento do combustível em São Paulo. Nesses casos, exclui o valor do frete e o recalcula como se o hidratado fosse entregue em Paulínia.

Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso