X

Diário da Região

13/07/2015 - 17h40min

Festival de Inverno

Peça transpõe o mito de Medeia para o Oriente Médio

Festival de Inverno

Everton Campanhã '5 Versões para Medeia' é fruto da pesquisa dos alunos de artes dramáticas do Senac de Araçatuba (Foto: Everton Campanhã/Divulgação)
'5 Versões para Medeia' é fruto da pesquisa dos alunos de artes dramáticas do Senac de Araçatuba (Foto: Everton Campanhã/Divulgação)

Formado por alunos do curso de artes dramáticas do Senac de Araçatuba, o grupo Estopim de Teatro mergulhou nas diferentes leituras do mito de Medeia para discutir, entre outros assuntos, o papel da mulher em uma sociedade patriarcal e absolutista. O espetáculo "5 Versões para Medeia", dirigido por Mauro Júnior, professor e coordenador do curso, é uma das atrações desta terça-feira, 14, do Festival de Inverno, no espaço cultural da Cia. Fábrica de Sonhos, em Rio Preto.

A dramaturgia do espetáculo foi criada a partir dos estudos de cinco peças que exploram o mito da rainha de Cólquida, escritas por Eurípedes, Sêneca, Heiner Müller, Chico Buarque e Paulo Pontes. "Implodimos as obras referenciais. Os textos são inspirações livres. Criamos a nossa própria versão para o mito de Medeia", comenta o diretor.

Na montagem do Estopim de Teatro, o mito da mulher que vinga a traição cometida pelo marido é transposto para o Oriente Médio, em uma sociedade em que o sexo feminino sofre uma série de restrições e desigualdades. "Colocamos em discussão os diferentes aspectos ligados ao mito, como o amor, a paixão, a maternidade, a traição, a vingança e a política.

"Medeia é uma transgressora, e o espetáculo tem essa ambição. Uma personagem tão significativa, que rompe com a ordem vigente, Medeia merece um espetáculo que também rompa com a ordem. Por isso, há tantas elipses de tempo e espaço no espetáculo. Não há linearidade. A narrativa é permeada por rupturas e elipses", explica Mauro Júnior.

Sidarta
A terça-feira do Festival de Inverno também é marcada pela apresentação do solo "Buda(s)", da companhia rio-pretense Jabá com Jaca. Protagonizado pelo ator Danilo Melo, o solo explora os ensinamentos de Sidarta Gautama, que fundamentam a filosofia budista.

"Buda(s)" nasceu a partir do mergulho de Melo na história de diferentes mitos religiosos, tais como Jesus Cristo, Buda e Krishna. "A vida de Buda foi a que mais me tocou, me motivando a ler uma infinidade de publicações sobre sua biografia", conta o ator. "Terra, fogo, água e ar são elementos concretos e simbólicos da narrativa que o monólogo constrói", acrescenta. 

SERVIÇO
"5 Versões para Medeia"
, do grupo Estopim de Teatro. Terça-feira, 14 de julho, às 20h. "Buda(s)", da Cia. Jabá com Jaca. Terça-feira, 14 de julho, à 0h. Espaço Cultural Fábrica de Sonhos (Rua Pedro Demonte, 136). Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Informações: (17) 3223-5736

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso