X
X

Diário da Região

12/05/2016 - 00h00min

Queridinha da MPB

O talento e a urgência de Duda Brack

Queridinha da MPB

Divulgação Duda Brack mostra no Sesc as canções de seu disco de estreia, É: “Escolho cantar o que queria dizer e não consigo. Também procuro sentir o que a música precisa de mim tanto quanto eu preciso dela”
Duda Brack mostra no Sesc as canções de seu disco de estreia, É: “Escolho cantar o que queria dizer e não consigo. Também procuro sentir o que a música precisa de mim tanto quanto eu preciso dela”

Aos 22 anos de idade, a cantora Duda Brack arranca elogios e críticas positivas por onde passa. Natural de Porto Alegre e moradora do Rio de Janeiro, ela é apontada como uma das revelações da música popular brasileira (MPB). Pela primeira vez em Rio Preto, Duda se apresenta gratuitamente nesta quinta-feira, 12, no Sesc, pelo projeto Sonora. O show terá como base o álbum É, primeiro CD de sua carreira. Lançado no ano passado, o trabalho é apresentado como ‘um filho de quatro pais’ pela cantora.

Isso porque o ‘primogênito’ teve a produção de Bruno Giorgi e a musicalidade de Gabriel Ventura (guitarra), Gabriel Barbosa (bateria) e Yuri Pimentel (baixo). “Este é um trabalho coletivo. Tudo foi construído sem hierarquia, prezando sempre pela congruência”, contou Duda, em entrevista ao Diário da Região. Para ela, É traz um reflexo da sua mudança, aos 18 anos, de Porto Alegre para o Rio de Janeiro. “Ele é fruto dos atravessamentos que eu vivi.

Os encontros, as descobertas, as paixões, a urgência, as tensões, os tesões recolhidos, as dúvidas, a fé e a coragem. Eu eternizei fragmentos. Tornei físico o que me tatuou por dentro.” O repertório de É tem oito canções. Todas são de jovens compositores, alguns não conhecidos pelo circuito musical. “Acho que a escolha por este conceito - de só gravar canções inéditas de compositores contemporâneos a mim - vem de um desejo de construir algo autêntico e autoral, que o público pudesse associar à minha personalidade artística.

 

 

Nada mais orgânico e natural do que gravar pessoas que estavam ao meu redor, com quem já dialogava, com quem já havia estabelecido uma troca.” As músicas escolhidas para o repertório são uma espécie de ‘desafogamento’ da cantora. “Escolho cantar o que queria dizer e não consigo. Também procuro sentir o que a música precisa de mim tanto quanto eu preciso dela. ‘É’ é sobre amor, coragem, sonho, fé, arte, loucura, utopia, urgência, inquietude, vida, morte, tesão, paixão, rejeição e mais um monte de coisa linda e coisa feia também.”

Caetano Veloso, Gal Costa e Ney Matogrosso são alguns dos cantores que servem de inspiração para Duda. “Me inspiram aqueles artistas onde conecto com algum lugar oculto em mim ou algum lugar que eu conheço bem, mas ainda desconheço um tanto. O mistério, o abismo. Muitas vezes, os artistas que me provocam isso são músicos, muitas vezes não.” Cheias de tensões e ‘urgências’, como a própria cantora gosta de dizer, as músicas de É poderiam ser somente MPB contemporâneas, mas soam como rock com base na atitude e na pegada elétrica.

‘Eu sou o traço que emerge e torna possível sonhar’ é um dos trechos da música Eu Sou o Ar, que representa o sentido do trabalho. Apesar de um trabalho rico - tanto em composições quanto em musicalidade -, É dificilmente deve entrar para as produções comerciais. “Tem muita coisa linda acontecendo no cenário da MPB, mas só falta espaço - físico, incentivo, verba, mídia, acesso ao público - para todo mundo poder ecoar mais e estar em movimento.”

Serviço

  • Duda Brack, nesta quinta-feira, 12, às 21h30, na lanchonete do Sesc Rio Preto. Gratuito

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso