X
X

Diário da Região

18/05/2016 - 00h00min

Super-heróis

X-Men: Apocalipse apresenta supervilão dos quadrinhos

Super-heróis

Divulgação X-Men: Apocalipse tem pré-estreia nesta quarta-feira, 18, em todos os cinemas de Rio Preto.
X-Men: Apocalipse tem pré-estreia nesta quarta-feira, 18, em todos os cinemas de Rio Preto.

Há 16 anos, X-Men chegava aos cinemas. Aquela era uma época bem diferente, filmes de super-heróis estavam longe de ser considerados apostas certeiras para os estúdios e, de certa forma, foi o grupo de mutantes que abriu as portas para esse novo ‘gênero’ cinematográfico, o de filmes baseados em quadrinhos, que hoje em dia domina os lançamentos e arrecada bilhões por todo o mundo. 

Além disso, o primeiro X-Men também gerou uma das franquias mais rentáveis dos últimos anos. Em 16 anos, foram oito filmes, entre sequências diretas e projetos derivados, que arrecadaram mais de US$ 3,815 bilhões em todo o mundo. E tudo isso leva ao que é descrito como o maior filme da série já produzido, X-Men: Apocalipse, que tem pré-estreia nesta quarta-feira, 18, em Rio Preto, entrando ‘oficialmente’ em cartaz na quinta-feira, 19.

X-Men: Apocalipse introduz pela primeira vez nos cinemas um dos personagens mais adorados pelos fãs dos quadrinhos e do desenho clássico exibido nos anos 1990, o vilão Apocalipse. Descrito como o primeiro mutante da história, ele é, para muitos, o grande inimigo dos heróis e, sem dúvidas, o mais poderoso.

Na trama do filme, Apocalipse acorda depois de milhares de anos desiludido com o mundo onde se encontra e recruta uma equipe de mutantes poderosos para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará. Essa equipe é conhecida como Os Cavaleiros do Apocalipse, em uma referência bíblica. No filme, ela é formada por Magneto (Michael Fassbender), Psylocke (Olivia Munn), Tempestade (Alexandra Shipp) e Anjo (Ben Hardy). Com o destino do planeta em jogo, Raven/Mística (Jennifer Lawrence) precisa comandar os jovens X-Men para tentar parar o inimigo e salvar a humanidade.

Polêmica

O anúncio de que o mais novo filme da franquia iria incluir o vilão Apocalipse foi recebido com entusiasmo pelos fãs, mas tudo mudou quando o visual do personagem interpretado por Oscar Isaac, de Star Wars: O Despertar da Força, foi revelado. Com a pele pintada e próteses por todo o corpo, o Apocalipse dos cinemas ficou mais parecido com Ivan Ooze, vilão do filme dos Power Rangers, de 1995, do que com sua contraparte dos quadrinhos.

O primeiro trailer também não ajudou em nada. Muitos reclamaram da voz ‘muito normal’ do personagem e do seu tamanho, afinal, nos quadrinhos, Apocalipse é alto e com presença intimidadora. E claro que os fãs não perdoaram. Memes e comentários inundaram a internet, tanto que o diretor do filme, Bryan Singer, responsável também por outros três filmes da série, tentou justificar suas escolhas.

Em uma entrevista a um site especializado norte-americano, o diretor disse que não teve tempo de trabalhar na voz do ator para o primeiro trailer, mas que ela era parte importante do vídeo, por isso foi utilizada daquela forma. Já sobre a aparência, Singer disse que ainda faltavam alguns efeitos especiais e que a luz utilizada para a foto deixou o personagem com um tom mais arroxeado.

Críticas negativas

As primeiras críticas divulgadas na imprensa norte-americana não são muito animadoras. Uma reclamação comum à maioria dos textos é que o novo filme parece mais do mesmo. Segundo os jornalistas, são as mesmas histórias apenas com sequências de ação mais grandiosas, mas que também não acrescem muito.

Isso tudo tem feito os fãs se sentirem um pouco desanimados com o andar da franquia. O agente administrativo Alex Silva Santos, 28, vai na pré-estreia, mas não tem grandes expectativas. “Vai ter algumas cenas boas? Vai, mas o filme em si não deve deixar sua marca, como Vingadores ou Batman vs. Superman. Será apenas mais um filme de super-herói”, acredita.

Uma das reclamações de Alex é o foco dado pelo estúdio aos atores em vez dos personagens. “Dá uma olhada na importância que estão dando para a Mística no filme. Isso só está acontecendo porque ela é interpretada pela Jennifer Lawrence. Nos quadrinhos, a Mística nunca foi lá uma grande personagem.”

 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso