X
X

Diário da Região

25/01/2017 - 00h00min

TEATRO

Os múltiplos talentos do ator e diretor Isaac Ruy

TEATRO

Jorge Etecheber/Divulgação Isaac Ruy em três momentos: Teatrópolis (2016) (foto), Do Outro Lado (2011) e Última Instância (2014)
Isaac Ruy em três momentos: Teatrópolis (2016) (foto), Do Outro Lado (2011) e Última Instância (2014)

As duas apresentações que fará nesta quarta-feira, 25, pelo festival Em Janeiro Teatro Pra Criança é o Maior Barato, tem sabor de despedida para o artista Isaac Ruy, 28 anos, que em breve partirá para São Paulo. Natural de Fernandópolis, onde descobriu o gosto pelo teatro por meio de uma mostra estudantil que é tradição na cidade, ele mora em Rio Preto desde 2006, quando veio cursar letras no Ibilce/Unesp e iniciar uma trajetória marcada por trabalhos com diferentes artistas e companhias da cena local.

 

Isaac Ruy, Do Outro Lado - 2501015 Espetáculo, Do Outro Lado

Na capital paulista, Ruy fará curso de direção na SP Escola de Teatro. “Fazia tempo que queria aprofundar meus estudos em teatro. Infelizmente, Rio Preto não tem tantas oportunidades nesse sentido. Espero também ter chances de compartilhar experiências com artistas de São Paulo assim como tive em Rio Preto”, comenta. Desde quando chegou a Rio Preto, Ruy acumula parcerias dentro do movimento teatral da cidade, seja trabalhando como ator, diretor, dramaturgo, cenógrafo ou maquiador.

Esse talento múltiplo ele cultiva desde a infância. “Eu me sentia artista desde criança, só não sabia ao certo qual linguagem iria seguir. Na infância, comecei pela música, depois passei a escrever poesias e me envolvi com a pintura. Isso até descobrir o teatro. Além de interpretar, que era algo novo, pude juntar outras coisas que já fazia”, relembra. Mas foi em Rio Preto que o fernandopolense começou a desenvolver sua veia dramatúrgica, motivado principalmente pelo curso de letras.

 

Isaac Ruy, Última Instância - 2501017 Espetáculo, Última Instância

“Letras é um curso incrível, que serve de base para diversos tipos de profissão. Ele me ajudou muito no gosto pela dramaturgia. Até então, escrevia apenas poemas e contos”, conta Ruy, que, em 2010, fundou na cidade o Grupo Mon’onírico. “Em 2009, entrei como ator na Cia. Girasonhos, e também comecei a produzir peças do grupo ao lado da Cibele Sampaio (atriz). Acabei criando o Mon’onírico para montar as coisas que vinha escrevendo.” O artista escolheu o curso de direção da SP Escola de Teatro porque pretende investir mais nesta área, além da produção e da dramaturgia.

“Descobri que estar em cena não é minha prioridade. Gosto muito dos bastidores, do trabalho de produção, da direção e da criação do texto. É nisso que pretendo investir mais”, diz ele. Por outro lado, o artista sinaliza que não quer romper de vez o vínculo com Rio Preto. “Como faço outros trabalhos além de ator, pretendo continuar colaborando com artistas da cena local. Tive a sorte de manter vínculo com quase toda classe teatral da cidade. Saio daqui com bons relacionamentos”, enfatiza.

 

Peça Cuca Caduca Cabeça de Vento - 25012017 Com Cibele Sampaio no infantil Cuca Caduca Cabeça de Vento

Ator participa de duas peças do dia em festival

Isaac Ruy é o autor do texto da peça Cuca Maluca Cabeça de Vento, uma das atrações desta quarta-feira, 25, do festival Em Janeiro Teatro Para Criança é o Maior Barato. E ele também faz parte do elenco, dividindo o palco com a atriz Cibele Sampaio. A direção é de Linaldo Telles. Concebida em 2015, a peça apresenta a vida do casal de idosos Jaime e Judite.

Tomados pelo esquecimento, eles vivem numa casa cheia de memórias. Enquanto repetem os afazeres cotidianos, os dois brincam e confundem-se com as lembranças da juventude, as notícias de jornal e as histórias da família. A engraçada relação entre as personagens e a casa, além da relação entre o próprio casal, promove um jogo lúdico que questiona aquilo que envelhece e o que se torna eterno. 

Segundo Ruy, Cuca Maluca relembra que existe, sim, o amor puro e verdadeiro. “O público se diverte e se emociona nessa viagem maluca travada por esses dois idosos.” O artista também faz parte do elenco de As Aventuras de Pinocchio, espetáculo da Cia. Girasonhos, que ele integra desde 2009. A montagem é mais uma leitura do clássico da literatura infantil que conta a história do boneco de madeira que queria se tornar um menino.

Serviço

  • Cuca Maluca Cabeça de Vento. Hoje, às 15h. As Aventuras de Pinocchio. Hoje, às 20h. Teatro Paulo Moura. Ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia e antecipado). Mais informações pelo telefone: (17) 3355-0282

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso